IFSC realiza atividades na Semana do Meio Ambiente

13. junho 2014 | Escrito por | Categoria: Câmpus Florianópolis, Câmpus Gaspar, Câmpus Itajaí, Câmpus Lages, Câmpus São José, Câmpus São Miguel do Oeste, Matérias

plantio_reitoriaA Reitoria e diversos câmpus do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) realizaram atividades na Semana do Meio Ambiente, em comemoração ao Dia do Meio Ambiente (5 de junho). Na Reitoria, foi realizado o plantio de mudas de árvores no estacionamento. Confira abaixo um resumo dessas atividades realizadas em cada câmpus.

Câmpus Florianópolis

No Câmpus Florianópolis, foram realizadas exposições e palestras. Dentro das atividades, os formandos do curso técnico em Meio Ambiente elaboraram, sob a coordenação da professora Cristiane Felisbino, um folheto em forma de revista com informações e curiosidades sobre o Dia do Meio Ambiente. “O folheto tem intuito de fazer as pessoas repensarem suas atitudes no cotidiano e de aproximá-las das questões ambientais”, explica Cristiane. Para acessar a publicação, clique aqui (parte 1) e aqui (parte 2).

Câmpus Gaspar

foto2Na III Semana do Meio Ambiente do Câmpus Gaspar, alunos e servidores participaram de várias atividades ao longo da semana, como o passeio náutico e a limpeza simbólica do rio Itajaí-Açu, realizado no dia 31 de maio. O evento contou ainda com palestras, apresentações e oficinas.

Após a solenidade de abertura, a Semana prosseguiu com uma palestra sobre “Consumo Sustentável”, proferida pela professora Lúcia Sevegnani, professora da Universidade Regional de Blumenau (Furb). No dia 2 de junho à noite, a programação contou com duas palestras. A primeira foi sobre Geração de Renda, proferida por Patricia Isabel de Souza, coordenadora do Instituto Adelina. Já a segunda palestra, Águas do Pantanal, foi conduzida pelo professor Kleber Renan dos Santos.

foto4No dia 3 de junho, Gregori Morastoni trouxe sua experiência com relação a um empreendimento sustentável. A palestra do dia 4 pela manhã foi ministrada pelo professor Lauro Eduardo Bacca, da Acaprena. Também neste dia o evento contou com a presença da representante do grupo “Nipocultura” de Florianópolis, Hisae Yagura Kaneoya, que ministrou oficinas de “Furoshiki”, uma técnica para substituição de sacolas plásticas e papéis por tecidos.

oficina_picarrasCâmpus Itajaí

O Câmpus Itajaí promoveu na quinta-feira (5) uma série de oficinas. As atividades fizeram parte do projeto de extensão “Aprendendo com o Mar”, desenvolvido pelo câmpus há três anos. As oficinas foram realizadas na Escola Básica Alexandre Guilherme Figueredo, na cidade de Balneário Piçarras.

Câmpus Lages

050614_semanaambiental02De 29 de maio a 5 de junho, alunos do curso técnico em Agroecologia do Câmpus Lages participaram do Seminário Regional do Meio Ambiente e Semana Ambiental de Lages. Dentro da programação do evento, os alunos tiveram a oportunidade de, ao final do curso de Permacultura, realizado nas dependências do Sesc, participarem da construção de uma horta em mandala e um espiral de ervas. Além disso, foi montado um estande na Praça Joca Neves, onde os visitantes puderam conhecer um pouco do trabalho que o câmpus desenvolve na área de Agroecologia.

Câmpus São José

meioambiente_sjNo Câmpus São José, alunos, servidores e comunidade externa participaram de diversas atividades realizadas por meio do projeto de extensão Reciclo. Entre elas estão o mutirão de óleo, palestra sobre resíduos sólidos e oficina de compostagem. A palestra contou com a presença de Aparecida Maria da Silva, responsável pela Associação Acareli, Valdinei Marques, da Nei Ciclagem e Dorival dos Santos, representante catarinense do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis. Na ocasião, o Câmpus São José homenageou Aparecida, conhecida como Dona Cida, que há 10 anos recolhe os resíduos recicláveis do câmpus.

Câmpus São Miguel do Oeste

meioambiente_smo3

Foto do servidor Dionatan Carlos de Souza, uma das ganhadoras do concurso fotográfico do Câmpus SMO

O Câmpus São Miguel do Oeste realizou um concurso fotográfico com o tema “Como as atividades humanas podem influenciar nas mudanças do clima no extremo Oeste catarinense?”, que foi baseado no tema proposto pela ONU “Pequenos estados insulares em desenvolvimento e mudanças climáticas”. “Dessa forma, foi possível contextualizá-lo à região extremo Oeste e suas pressões antrópicas como, por exemplo, construções de PCH, disposição inadequada de resíduos sólidos, desenvolvimento sem planejamento das cidades, trânsito, carência de arborização urbana e a resposta da vegetação a estas modificações”, explica o professor Rafael Schmitz, um dos organizadores do concurso. Os primeiros colocados de cada categoria (aluno e servidor/terceirizado) receberam um vale-livro no valor de R$ 50 e os segundos colocados um vale-livro no valor de R$ 40.

JpegAlém disso, cerca de 80 alunos participaram da dinâmica ECO-estratégia, um jogo adaptado em que os participantes, por meio de uma discussão em equipe baseada em reportagens locais e textos de apoio, foram desafiados a elaborar cartas de ataque e defesa à diversos cenários da região do extremo Oeste catarinense. A atividade foi concluída com a reflexão sobre quais são os ataques que os participantes realizam sobre o ambiente da região e quais as defesas que não são realizadas para minimizar os impactos gerados. A atividade foi realizada pelo professor Rafael Schmitz e a aluna Vanessa Cecchin, do Núcleo de Estudos e Educação Ambiental, que encontra-se em fase de implantação no câmpus, além de contar com o apoio de demais professores.

Todas as ações realizadas irão compor o inventário de ações do Programa IFSC Sustentável, que está sendo construído para atender as necessidades do Plano de Gestão de Logística Sustentável (PLS).

Atualizado em 16/06/2014 às 12h44

Tags: , ,

Faça um comentário!