Câmpus Gaspar sedia evento da Comissão da Anistia do Ministério da Justiça

8. abril 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Gaspar, Eventos, Matérias

O IFSC é o terceiro instituto do país a receber a caravana da Anistia do Ministério da Justiça. Durante os dias 15,16 e 17 de março representantes do Ministério estiveram no Câmpus Gaspar para conversar com os alunos sobre ditadura militar. Houve ainda formação de professores da rede municipal de ensino e participação de pesquisadores que estudam a ditadura bem como de presos políticos, como a representante da Comissão Estadual da Verdade, Derlei de Lucca. “É recorrente ouvirmos dos alunos que eles não estudaram a ditadura na escola. É nesses momentos que a gente percebe a importância de trabalhos como esses”, avalia a consultora da ONU, Camila Tribess.

Assista à reportagem da IFSCTV sobre o tema

A pesquisadora explica que esse trabalho de conscientização foi criado após o Brasil ter sido condenado em cortes internacionais por não ter investigado a ditadura militar. “A democracia ainda é algo muito recente no Brasil e muitos jovens não tem consciência disso. Para se ter uma ideia as disciplinas de Sociologia e Filosofia só voltaram ao currículo escolar recentemente.”

Camila lembra ainda que o tão falado “Milagre econômico” que o país teria vivido durante a ditadura na verdade foi um grande endividamento do Estado brasileiro. “Muitos hoje olham para o passado e pensam que naquela época não existia corrupção. Mas eu gostaria de lembrá-los que a obra da usina de Itaipu custou aos cofres públicos duas vezes mais do que estava previsto. Nós ainda temos dificuldades em estudar esse período, porque muitos documentos foram queimados ou extraviados. ”

fotos_gasparAo assistir aos documentários apresentados durante o evento, a aluna Gabriela Berling do curso técnico integrado em Química fez logo relação com o atual momento histórico que o Brasil vive. “É muito triste ver o que aconteceu e perceber que tem pessoas que estão pedindo intervenção militar de volta. Falta muita informação para essas pessoas.”

A diretora do Câmpus Gaspar, Ana Paula da Silveira, também destacou a importância da conscientização dos estudantes. “Entender o Brasil hoje é também olhar para o que aconteceu a partir de 1964 e isso é muito importante em momentos como o que vivemos.”

Faça um comentário!