Luta por direitos das pessoas com deficiência é tema de palestra no Câmpus Criciúma

3. junho 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Criciúma, Cotidiano, Matérias

palestra_napne_2016_criciumaEstudantes dos cursos técnicos integrados e concomitante do Câmpus Criciúma do IFSC tiveram dois dias de uma conversa produtiva sobre educação inclusiva e a luta por direitos das pessoas com deficiência. A psicóloga Karla Garcia Luz, servidora do Câmpus Urupema, realizou duas palestras sobre o tema na segunda-feira, dia 30, e na terça, 31.

Karla é especialista em Educação Especial, mestre em Psicologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e integrante do Núcleo de Estudos da Deficiência da UFSC. No Câmpus Urupema, atua como Coordenadora Pedagógica e Coordenadora do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (Napne).

Ela esteve no Câmpus Criciúma a convite do Napne local, integrado pelos servidores Gilberto Tonetto, Cibele Teixeira, Giovana Milaneze, Gisele Cardoso, Graziele Fermo, Julia Clasen, Matheus Bocardi, Priscila Milaneze e Thayse Gonçalves. “A proposta da conversa é desmistificar as questões sobre a deficiência e ajudar os alunos a tratarem melhor os colegas e a se aceitarem melhor”, disse Matheus na abertura da conversa nesta terça-feira.

Karla apresentou o histórico e os conceitos dos estudos sobre deficiência e abordou questões presentes no dia a dia. “O respeito começa pelo nome certo a que chamamos as pessoas. Não é só uma palavra, um nome traz todo um significado”, disse Karla, ao explicar que a terminologia aceita atualmente é “pessoas com deficiência”.

A psicóloga destacou também que a luta por direitos das pessoas com deficiência é recente e ainda há muito por avançar. “É importante termos em mente que este é o primeiro momento da história que as pessoas com deficiência são vistas como pessoas. O movimento pela inclusão é muito recente”, afirmou.

A palestra aconteceu em dois momentos. Na segunda, Karla conversou com as turmas Mecatrônica I matutino, Mecatrônica II vespertino, Química I vespertino, Mecatrônica II vespertino e Edificações concomitante. Na terça, a conversa foi com as turmas de Edificações II matutino e vespertino, Mecatrônica II matutino, Edificações III vespertino e Edificações I matutino.

Karla aprovou a participação dos alunos, que demonstraram interesse e curiosidade pelo assunto. “Saí bem contente da conversa porque muitos alunos fizeram perguntas ricas, que nunca haviam me feito”, destacou.

Tags: ,

Faça um comentário!