Projeto de extensão implementa hortas em instituições de São José

17. junho 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus São José, Cotidiano, Matérias

Uma iniciativa de servidores e alunos do Câmpus São José está buscando fomentar a sustentabilidade por meio de campanhas de conscientização e, de forma mais direta, pelo cultivo de alimentos orgânicos. Em atividade desde maio, o projeto de extensão “IFSC Consciente” tem como meta, até agosto, implantar três hortas comunitárias: uma no próprio câmpus, outra na Escola de Ensino Fundamental Marcília de Oliveira, no bairro Forquilinhas, e outra no asilo Lar de Zulma, no bairro Kobrasol.

A etapa local já foi concluída. Depois de reunir voluntários em oficinas de compostagem, cultivo e minhocário na Semana do Meio Ambiente, no início de junho, o projeto inaugurou uma horta orgânica no câmpus, em um espaço próximo às salas de aula. Daqui a duas semanas, quando as plantas germinarem, alunos e servidores terão acesso a temperos como manjericão e salsinha, e ervas menos convencionais, como sálvia, arruda e alcachofra. Os insumos devem incrementar as refeições que servidores, alunos de graduação e cursos técnicos integrados fazem na cozinha do câmpus diariamente.

“A ideia surgiu de uma demanda ecológica, pois desde o Projeto Reciclo, não surgiram outras iniciativas”, explica Graciane Daniela Sebrão, supervisora educacional e coordenadora do projeto. Em 2014, o Reciclo implantou uma horta em uma região pouco acessada do câmpus. “Queremos reativar as atividades voltadas para a ecologia, trazendo a horta para mais perto dos alunos”, diz Graciane, que junto a dois bolsistas, tem tentado mobilizar a comunidade escolar.

O engajamento esperado por parte dos alunos no projeto ainda não é o esperado, pois, segundo a coordenadora, se trata de um processo em construção. No câmpus, onde são gerados 10 kg de resíduo orgânico por dia, a primeira ação do projeto foi instalar lixeiras destinadas ao lixo orgânico na cantina e na cozinha, com cartazes sobre a destinação correta do resíduo. Essa coleta vai para a leira de compostagem, para virar adubo para a horta orgânica.

Em breve, o asilo e a escola receberão visitas da equipe do projeto para iniciar a instalação da horta. O bolsista José Francisco Martins, aluno do curso técnico integrado em Refrigeração, conta que ainda será necessário escolher as melhores áreas do terreno e planejar a execução e oficinas para os idosos e crianças. “No caso do Lar de Zulma, estamos pensando em fazer uma horta suspensa, por conta de demandas especiais dos idosos, como não poderem ficarem agachados para cuidar da plantação”, conta.

Para José, a experiência tem sido construtiva. “Antes do projeto, eu conhecia pouco sobre hortas. Agora, além de estar aprendendo muito, vou ter a oportunidade de ensinar outras pessoas.” O projeto do qual José faz parte foi tema de reportagem no Minuto Sustentabilidade, produzido pela TV IFSC:


Ações de conscientização

O projeto prevê uma campanha de conscientização nos câmpus São José e Florianópolis, com distribuição de cartazes, elaboração de vídeo de divulgação e organização de palestras. Além da campanha, será agendada uma visita ao Museu do Lixo, em Florianópolis. O projeto, ligado ao Núcleo de Estudos em Educação, Tecnologia e Ambiente (Neeta-IFSC/CNPq), tem como parceiras a Companhia de Melhoramentos da Capital (Comcap) e a Fundação do Meio Ambiente (Fatma).

Faça um comentário!