Imigrantes encontram no Câmpus Chapecó oportunidade de qualificação

6. julho 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Chapecó, Cotidiano, Matérias

haitianas-site1Um grupo de mulheres imigrantes foi certificado pelo Câmpus Chapecó no curso Inserção Cultural e Profissional de Imigrantes e Refugiadas. Ao todo, 16 haitianas que moram no município participaram do curso entre os meses de fevereiro e maio de 2016. Todas são mulheres ou meninas acima de 15 anos que assistiram a aulas de Língua Portuguesa para Estrangeiras, Cultura Brasileira, Direitos e Saúde da Mulher e Geração de Renda.

O curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) pertence ao Programa de Extensão Mulheres Sim e surgiu como uma demanda adicional dada a emergencialidade do atendimento a mulheres e meninas imigrantes e refugiadas que têm chegado ao estado de Santa Catarina no último ano. O coordenador do Programa Mulheres Sim no câmpus, Guilherme Koerich, explica que a oferta tem como objetivos aproximar as imigrantes da língua portuguesa e da instituição para que possam se qualificar profissionalmente. Para atingir os objetivos, as alunas também participaram de um ciclo de oficinas de saúde bucal, tingimentos em tecidos, maquiagem e fotografia.

haitianas-site2“No Haiti eu estudei Administração, mas estava sem emprego e sozinha. Por isso decidi vir ao Brasil. Desde que cheguei, esta foi a primeira oportunidade que tive para estudar e inclusive aperfeiçoar o Português”, conta Anne Lucie Rerisson, que chegou ao Brasil há pouco mais de seis meses. O curso oferecido pelo IFSC, segundo Anne Lucie, também a ajudou e as outras imigrantes a conhecerem as leis brasileiras e a pensar em alternativas de renda. “Em algumas aulas aprendemos sobre tecidos. Gostei muito, pois era algo que eu não conhecia e várias roupas são diferentes do Haiti. É uma alternativa agora que estamos no Brasil”, afirma.

Por Rafaela Menin | Jornalista IFSC

Tags: , ,

Faça um comentário!