Extensão discute curricularização de atividades no Seurs

5. agosto 2016 | Escrito por | Categoria: Cotidiano, Matérias

1_estande_ifsc_seursA diretoria de extensão do IFSC integrou mesa redonda na manhã desta sexta-feira (5) sobre o tema “Curricularização da Extensão no Ensino Superior” no IFC Camboriú. A atividade faz parte da programação do 34º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul (Seurs) e contou com a presença de outras 28 instituições de ensino superior do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Na mesa redonda mediada pela Udesc e organizada pelo Fórum de Pró-Reitores de Extensão (Forproex), foram apresentadas as experiências da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do IFSC. O IFSC apresentou resultados de projetos com alunos e servidores em um estande, apresentações orais, minicursos e oficinas. Na tarde de quinta-feira (4), o Forproex realizou reunião ordinária quando definiu o local do Seurs 2017: será em Foz do Iguaçu, na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila).

2_mesa_principal_seursSegundo o diretor de Extensão do IFSC, André Dala Possa, convidado para a mesa, eventos como o Seurs são momentos ricos de integração dos extensionistas e permitem trocas de experiências que repercutem, ao final, em melhoria e qualificação da atuação dos participantes em suas localidades. “Ficou claro durante estes três dias que a extensão tem muito potencial de comunicação direta com a comunidade externa e a soma dos esforços das instituições públicas e privadas gera uma força transformadora que potencializa nossa atuação, motiva servidores e alunos e publiciza os resultados alcançados”, afirma. André destacou ainda a importância do protagonismo dos estudantes na extensão. “Ficamos especialmente satisfeitos com a diversidade de trabalhos e com o perfil dos alunos IFSC envolvidos nas atividades. Tivemos alunos e servidores de diversos câmpus, tanto das graduações quanto do ensino médio técnico e de FIC Proeja”, comemorou.

3_forproex_seursA professora Ana Inês Souza, pró-reitora adjunta de extensão da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), elogiou a campanha proposta pelo IFSC para o que eles denominam de creditação curricular de ações de extensão. Segundo Ana Inês, o IFSC está construindo um caminho realista e possível e colherá resultados muito em breve. “Em 2013 nós começamos justamente com esse movimento pensado pelo IFSC, com previsão de capacitação dos educadores, antes da revisão dos projetos político pedagógicos. Isso deve ser fomentado nos outros institutos e universidades porque sem uma sensibilização para o novo universo que se abre frente à extensão no currículo corremos grandes riscos de fracassar”, disse.

4_mesa_seursO pró-reitor de extensão, cultura e comunidade da Udesc, professor Fábio Nopoleão, buscou a diretoria de extensão do IFSC para parceria no processo de curricularização. Na avaliação de Napoleão não faz sentido as instituições catarinenses trilharem caminhos alheios aos já construídos. “Precisamos uma comissão que crie um espaço permanente de avaliação do processo e discussão de estratégias. Essa parceria deve envolver inclusive órgãos dos estado como a secretaria de cultura”, ponderou. A mesa redonda foi gravada e, após edição, será disponibilizada ao público na página do evento.

Clique aqui e assista a entrevista da presidente do Forproex.

Foto 1 – Estande do IFSC no Seurs
Foto 2 – Seurs reuniu representantes de universidades do sul do Brasil
Foto 3 – Integrantes do Forproex
Foto 4 – O diretor de Extensão, André Dala Possa (esquerda), apresentou as experiências do IFSC

Por Coordenadoria de Comunicação do IFSC

Tags: ,

Faça um comentário!