Câmpus Canoinhas realiza Simpósio de Humanidades com foco nos movimentos sociais do Brasil

19. agosto 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Canoinhas, Eventos, Matérias

cartaza4_simposio_humanidadesPara promover o debate e a reflexão de temas relevantes da atual conjuntura política brasileira, o Câmpus Canoinhas realiza, de 24 a 26 de agosto, o Simpósio de Humanidades – Movimentos Sociais no Brasil: Resistência e Democracia. O evento contará com duas mesas redondas e 24 oficinas e minicursos que vão possibilitar aos alunos de diferentes níveis de ensino e à comunidade em geral refletir sobre as relações de poder, os conflitos políticos e os seus movimentos de resistência. As inscrições estão abertas e devem ser feitas no site do Simpósio.

As atividades serão ministrados por profissionais de diversas áreas e instituições e levam em conta os seguintes temas: empoderamento e luta das minorias; gênero, diversidade e resistência; políticas públicas, direitos humanos e cidadania; cultura e mecanismos de resistências; narrativas, discursos, imagens e política; educação e resistência: crítica e autonomia nos espaços formais e não formais; sociologia e historiografia das resistências no Brasil; ideologia, luta de classes e revolução; filosofia e movimentos sociais; e sustentabilidade, crise e capitalismo. Haverá também espaço para apresentações culturais. Veja programação abaixo.

Conforme o coordenador da comissão organizadora, Joel José de Souza, o Simpósio foi pensado pelo grupo de professores da área de humanas como forma de trabalhar os conteúdos transversais, que são os temas que devem ser vistos em todas as disciplinas e não em uma específica, como ética, meio ambiente, pluralidade cultural, saúde, orientação sexual, trabalho e consumo. A iniciativa de realizar em forma de simpósio foi apresentada pelo próprio professor Joel, que organizava seminários assim em sua antiga escola, no Espírito Santo.

Contemplado pelo edital Proeventos, o evento tem apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e conta com a parceria da Universidade do Contestado (UnC), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e Projeto Territórios de Cidadania.

Programação

DATA: 24/08/2016
18h30 Solenidade de abertura
19h30 Mesa Redonda: Movimentos Sociais no Brasil: Resistência e Democracia
Palestrantes: Prof. Dr. Zeno Crocetti (UNILA) e Prof. Dr. Antônio Inácio Andrioli (UFFS)
Coordenador: Prof. Dr. Joel José de Souza (IFSC)

DATA: 25/08/2016
8h às 12h Minicursos e oficinas:
– Território, desenvolvimento e governança territorial: Indicativos teórico-metodológicos, tendo a indicação geográfica como referência. Valdir Roque Dellabrida (UnC)
– Produção de saches perfumados e sais de banho. Cristina Duda de Oliveira (IFSC)
– A dominação amparada em aspectos estéticos e psicológicos. Mauro Antônio do Nascimento (IFSC)
– Gênero violência e papéis sociais. Patrícia Maccarini Moraes (IFSC)
– “Bicho de sete cabeças:” Trajetórias de pessoas consideradas loucas e as políticas públicas de saúde mental na construção de sua cidadania. Roseilda Maria da Silva (UFCG)
– O feminismo no ensino médio – Igualdade de gênero como bandeira de luta pela democratização da escola. Ana Paula Brasil (IFES) e Adolfo Miranda Oleare (IFES)
– NEDET – Planalto norte catarinense. Juliane Bubniak Ortiz da Boa Ventura (IFSC), Arnaldo Milan (Território da Cidadania) e Gabriela Lades (Território da Cidadania)
– Encontro de história e cultura afro-brasileira e indígena I. Cícero Santiago de Oliveira (IFSC)

12h Atividades culturais
13h30 às 17h30 Minicursos e oficinas:
– Segurança alimentar e nutricional. Patrícia Maciel Guebert (Uniguaçu)
– Maquete de estrutura geodésica em bambu. Roberta Costa Ribeiro da Silva (IFSC)
– As mulheres e a preservação da medicina popular. Fernanda Maria Haiduk (Comitê Rio Canoinhas)
– Caso empoderamento de mulheres e meninas das zonas rurais da Zambézia – Moçambique – África. Andréa Ap. Esteves Mendes (UnC)
– O ensino de sociologia na educação básica em movimentos: Resistência e seus desafios atuais no Brasil. Lígia Wilhelms Eras (IFSC), Amurabi Pereira Oliveira (UFSC), Ana Carolina Brabo Caridá (IFSC), Mariana Fátima Guerino (IFSC), Mauro Meirelles (UFRGS) e Marcelo Pinheiro Cigales (UFSC)
– O marxismo explicado pelos líderes da Revolução Russa. Adolfo Miranda Oleare (IFES)
– Geopolítica: Crise e movimentos sociais. Zeno Soares Crocetti (ILATIT/UNILA)
– Encontro de história e cultura afro-brasileira e indígena II. Cícero Santiago de Oliveira (IFSC)

18h30 Mesa redonda: Movimentos Sociais no Brasil: o Papel da Mulher e das Minorias na Política
Palestrantes: Prof(a)Msc. Andréia Mendes (UNC) e Prof.Msc. Adolfo Miranda Oleare (IFES)
Coordenadora: Prof(a). Dr(a). Marcia Tiemy Morita Kawamoto (IFSC)

DATA 26/08/2016
8h às 12h Minicursos e oficinas:
– Romances históricos da teoria narrativa à representação de movimentos sociais. Ricardo Campos (IFSC)
– O movimento Sertanejo do Contestado (1912-1916). Alexandre Assis Tomporoski (UnC)
– A supremacia da economia mundo moderno ocidental e sua relação com a democracia. Álvaro Junior Linhares Trentini (UnC)
– Políticas públicas, direitos humanos e cidadania no Brasil. Andrea Bulka Sahaiko (UEPG) e Fábio Kruk (UNICENTRO)
– Perspectivas sobre educação e capital por István Mészàros. Cristielen dos Santos (UnC)
– Oficina sobre certificação social. Magali Regina (IFSC)
– Desigualdades raciais e de gênero e a inclusão das mulheres negras na educação e no mercado de trabalho: 30 anos de história brasileira. Andréa Ap. Esteves Mendes (UnC)
– Escravidão e resistência no império: História e historiografia. Guilherme Babo Sedlacek (IFSC)

12h Atividades culturais
13h30 às 17h30 Mostra cultural

Por Liane Dani | Jornalista IFSC

Tags: ,

Faça um comentário!