Câmpus Florianópolis participa da Finland House no Rio de Janeiro

2. setembro 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Florianópolis, Cotidiano, Matérias

finalndia1O assessor de Relações Externas do Câmpus Florianópolis, Maurício Gariba Júnior, participou na semana passada do Finland House in Rio 2016, na cidade do Rio de Janeiro. O convite veio por conta da participação do professor Fernando Pacheco, do Departamento Acadêmico de Eletrônica, no programa Professores do Futuro, no qual Fernando passou alguns meses na Finlândia.

“A Finlândia é um país conhecido pela sua excelência no desenvolvimento da educação. Este evento foi constituído de palestras e exposições, patrocinados pelo Ministério da Educação e Cultura finlandês. A Ministra da Cultura e Educação, Ms. Sanni Grahn-Laasonen nos apresentou o seu sistema de ensino, gratuito em todos os níveis”, contou Gariba.

Entre os temas do evento, não podiam faltar as ferramentas de apoio ao ensino, como o Muuvit, uma ferramenta educacional para aprimorar a qualidade das aulas e inspirar as crianças a se movimentarem; Seppo, ferramenta para criação de jogos educacionais, e o Digitrainer para Educação, ferramenta digital que é um treinador pessoal para os alunos. “Em Digitrainer o aluno avalia as suas próprias atividades, recebe retroalimentação sobre as suas ações e define, entre outras coisas, novas metas para si mesmo. É um material pedagógico e de atividades virtuais para professores e escolas. As boas idéias são compartilhadas numa rede de cooperação para o desenvolvimento de escolas secundárias empreendedoras”, explica o assessor.

Além destas ferramentas, em uma das palestras destacou-se a importância do evento Skills Competition na educação finlandesa, que a exemplo do brasileiro, realiza a simulação de desafios das profissões que devem ser cumpridos dentro de padrões internacionais de qualidade.

“Aproveitamos a oportunidade e conversamos com os representantes das Universidades HAMK e TAMK, com o objetivo de firmarmos uma cooperação internacional, que vise não somente o intercâmbio na área de ensino, mas também o desenvolvimento de projetos de pesquisa. A Universidade HAMK já recebe nossos alunos, por meio do Propicie, mas entendemos importante a ampliação desta ação para os nossos servidores”.

Com informações da Assessoria de Relações Externas.

Faça um comentário!