Câmpus Tubarão forma pai, mãe e filho no Proeja/FIC em Informática

6. setembro 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Tubarão, Cotidiano, Matérias

O Câmpus Tubarão do Instituto Federal Santa Catarina (IFSC) formou, na sexta-feira (2), os 16 alunos da primeira turma do curso Proeja/FIC em Informática. Formação voltada para quem não concluiu o Ensino Fundamental em idade regular, o curso reúne histórias de quem encontra no IFSC uma nova perspectiva para a vida. Inclusive uma família inteira.

Júlio César, 49, a esposa Andreia Aparecida, 45, e o filho Gabriel Jesus, 17, se formaram juntos no Proeja/FIC em Informática do Câmpus Tubarão. Agora, já projetam fazer o curso técnico de nível médio no próprio IFSC.

Tudo começou na aula inaugural do curso, quando Andreia e Júlio César foram acompanhar o filho mais novo. Dona de casa, Andreia assistia à aula quando comentou com o marido: era aquilo que ela queria para a vida dela. Casados há 28 anos, eles haviam deixado os estudos em segundo plano para criar os cinco filhos, e concordaram que seria uma boa ideia voltar para estudar.

“Eu disse que, se ela quisesse, eu fazia o curso junto com ela. E foi assim que a gente fez”, conta Júlio César, que trabalha com manutenção de equipamentos de ginástica.

Pai, mãe e filho aprenderam noções de informática e ainda tiveram a chance de concluir o Ensino Fundamental. Uma nova perspectiva se abriu para a vida dos três. “Aprendemos muita coisa e nosso filho ainda mais. Ele está entrando no mercado do trabalho e informática é fundamental”, diz Júlio. Em outubro, quando iniciarem as inscrições do processo seletivo, o trio pretende se inscrever no curso técnico em Informática do Câmpus Tubarão.

A cerimônia de formatura do Proeja/FIC foi realizada na Escola de Educação Básica Hercílio Luz. Iniciado em agosto do ano passado, o curso é uma parceria do IFSC com o Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) de Tubarão.

A diretora-geral do Câmpus Tubarão, Rita Flôr, ressalta que a oferta de uma formação técnica contribuiu para a permanência dos alunos no curso. “Com a possibilidade de os alunos saírem do curso com uma formação técnica, voltada ao mercado do trabalho, a evasão diminuiu. Foi um ganho significativo”, comenta.

Participaram da cerimônia o chefe do Departamento de Administração (DAM) do Câmpus Tubarão, Benedito Possamai, a chefe interina do Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão (Depe), Gabriela Tiscoski, a professora Maria Angélica Marin, que atuou durante o curso como chefe do Depe, e o diretor do Ceja de Tubarão, Geraldo de Souza Carvalho, além de servidores do IFSC.

Por Daniel Cassol | Jornalista IFSC

Faça um comentário!