Associação que auxilia estrangeiros é apresentada à comunidade em Jaraguá do Sul

8. setembro 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Jaraguá do Sul-Centro, Eventos, Matérias

Chegar a um novo país, com língua e cultura diferentes e em busca de uma vida melhor para você e para a sua família. Por essa situação passam a maioria dos haitianos e demais estrangeiros que vêm ao Brasil, tanto legal quanto ilegalmente. Mas a quem recorrer ou pedir ajuda num país em que você não tem amigos ou familiares? Para auxiliar imigrantes nessa busca, na última semana foi apresentado à comunidade o recém-criado Movimento Social para Reunião dos Haitianos no Brasil (Mosprehab), que tem o objetivo de dar suporte a haitianos e também estrangeiros de outras nacionalidades. A apresentação ocorreu no auditório do Câmpus Jaraguá do Sul do IFSC.

jar_haitianos_apresentacao_2Para o presidente do Movimento, François Louis, a proposta da entidade é ajudar estrangeiros a superarem as primeiras e principais dificuldades relacionadas ao início da vida em território brasileiro. “Quem chega aqui muitas vezes não conhece o idioma, não tem onde morar, não tem emprego, não conhece seus direitos e mal possui dinheiro para se sustentar. Por isso queremos ajudar essas pessoas, para que essas barreiras diminuam”, afirma.

Vindo do Haiti em abril de 2013, o presidente do Movimento é um dos estrangeiros que sentiu na pele as dificuldades para se estabelecer no Brasil. “Eu comecei no Acre, num refúgio, mas era muito difícil viver lá. Depois eu fui a Porto Velho e, em seguida, para São Miguel do Oeste. Em São Miguel a situação melhorou um pouco, mas ainda era difícil até para entrar em contato com a minha família, no Haiti. E aqui em Jaraguá do Sul as dificuldades que eu passei se repetem para muitos estrangeiros, desde a comunicação até o emprego e a moradia”, conta.

Para ajudar a solucionar parte das demandas dos estrangeiros, participou do lançamento do Movimento o secretário municipal de Assistência Social, Criança e Adolescente de Jaraguá do Sul, Jean Carlo Leutprecht. “Não temos um trabalho específico desenvolvido em Jaraguá para estrangeiros, mas precisamos ouvir o que eles estão passando para ver como a prefeitura pode contribuir e melhorar a vida deles em nosso município”, destaca.

jar_haitianos_apresentacao_1Segundo o diretor-geral do câmpus, Jaison Vieira da Maia, a realização da apresentação da entidade dentro do espaço do Instituto Federal mostra que o IFSC é parceiro na busca de soluções para os estrangeiros, em especial os haitianos. “Nossa escola já foi pioneira na oferta de cursos de português e cultura brasileira para estrangeiros e percebemos como a nossa burocracia dificulta até a matrícula deles num curso de curta duração. Por isso continuamos de portas abertas para receber esse grupo que, muitas vezes, está à margem de muitos serviços públicos no Brasil”, diz.

Para entrar em contato com o Movimento Social para Reunião dos Haitianos no Brasil (Mosprehab), ligue para o telefone provisório da entidade: (47) 9683-5921.

Ouça também a entrevista que o presidente da entidade, François Louis, concedeu ao jornalista Daniel Augustin no programa de rádio “IFSC na Comunidade” (clique aqui e acesse os programas – a entrevista começa aos 17’15”).

 

Faça um comentário!