Dirigentes do IFSC participam do Congresso Mundial da WFCP e da Reditec, em Vitória-ES

29. setembro 2016 | Escrito por | Categoria: Eventos, Matérias, Vida de Servidor

ifsc-reditec-1O Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) recebeu dois grandes eventos da educação profissional. De 23 a 27 de setembro, gestores de instituições de ensino técnico e profissional de todos os continentes participaram do WFCP, o Congresso Mundial de Colleges e Politécnicos e da Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec).

Um dos destaques da programação foi a Mostra de Experiências Exitosas da Reditec, que apresenta projetos de sucesso promovidos pela rede nas áreas de Ensino, Pesquisa, Extensão e Gestão, e o IFSC teve três projetos aprovados para apresentação.

ifsc-reditec-2O Programa Conectando Saberes: a Pesquisa como Princípio Educativo, do pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, Clodoaldo Machado, foi um dos dez selecionados na área do Ensino. O projeto propicia aos alunos dos cursos na modalidade integrado já realizarem pesquisas científicas, ou seja, “eles vão construindo o conhecimento a partir da pesquisa, por isso o nome Pesquisa como Princípio Educativo. Tivemos um resultado maravilhoso em relação a esse projeto. O IFC já vivenciou essa experiência e está implantando no seu câmpus em Araquari”, disse.

O pró-reitor foi o responsável também pela apresentação do trabalho do IFSC selecionado para a área da pesquisa. O Desafio IFSC de Ideias Inovadoras, de coordenação do Chefe de Departamento de Inovação e Assuntos Internacionais do IFSC, Luiz Henrique Castelan Carlson, que não pode comparecer ao evento.

“As vezes tem-se problemas de natureza muito simples, mas a solução não está dada naquela instituição. E como somos uma rede, problemas semelhantes podem acontecer em diversos câmpus e instituições. Eu considero a Mostra de Experiências Exitosas como um momento de capacitação, pois podemos apresentar aquilo que deu certo, superar uma dificuldade e compartilhar isso com os nossos colegas”, finaliza Clodoaldo.

Extensão

ifsc-reditec-3O projeto Barco Escola – Aprendendo com o Mar: a extensão por meio da sala de aula flutuante do IFSC foi apresentado pela pró-reitora de Extensão e Relações Externas, Maria Cláudia de Almeida Castro. O barco é catamarã de 12 metros de comprimento e já recebeu mais de 500 alunos em suas capacitações desde março deste ano por iniciativas do Câmpus Itajaí. “Santa Catarina tem um litoral de 531 quilômetros e grande atividade econômica ligada ao mar. Desde 2012 nós começamos a financiar esse projeto Aprendendo com o Mar, atuando na educação ambiental aos alunos de escola básica e ensinando sobre responsabilidade ambiental da pesca, de estudar o mar, os rios e o ecossistema”, comenta a pró-reitora.

Delegação completa

A delegação do IFSC foi composta de todos os diretores-gerais dos 22 câmpus, além da reitora, dos pró-reitores e da assessora de Assuntos Internacionais, formando uma das maiores equipes presentes nos eventos. “Foi muito importante realizar esses dois eventos de forma simultânea. Tivemos uma discussão mais ampla, que é o fortalecimento da educação profissional e de tudo que é necessário para a articulação desse objetivo, mas também buscamos discutir o futuro da nossa rede, de que forma vamos nos unir, ser solidários e compartilharmos experiências, principalmente nesse momento de dificuldade. Tivemos várias palestras e momentos importantes que nos deram a certeza de que a educação profissional transforma, inclui e é nisso que nós acreditamos”, destaca a reitora do IFSC, Maria Clara Kaschny Schneider.

Reuniões regionais

ifsc-reditec-4A reitora Maria Clara presidiu a reunião da Região Sul, que contou com representantes dos Institutos Federais Farroupilha, Rio Grande do Sul, Sul-rio-grandense, Catarinense e Paraná. “Esse é um momento de construção coletiva, e só somos fortes porque somos unidos”, ressaltou. Em busca de uma mobilização da Rede frente às deliberações políticas sobre a educação profissional, os participantes da reunião da região Sul discutiram a necessidade de chegar ao final do evento com a proposta de texto da Carta de Vitória aprovada, com uma data de mobilização das instituições e dos dirigentes e com a viabilização de um fórum regional permanente para discussão das demandas comuns dos institutos da região Sul. Em relação a eventos, o grupo discutiu, entre outras pautas, a possibilidade de intercalar de forma bianual eventos de pesquisa, extensão e inovação nacionais e regionais, combinando-os com a manutenção de eventos institucionais e locais.

A busca por apoio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) aos programas de qualificação de servidores foi um dos assuntos trazidos pelo grupo, que também discutiu a proposta de elaboração de um programa na área de gestão pública. Em relação a orçamento, os participantes destacaram a necessidade de reposição de vagas de servidores aposentados e a mobilização política em defesa do orçamento previsto aos institutos.

A manutenção de programas como o Pibid, que consiste em um Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, também foi uma das pautas trazidas pelo grupo. Já no âmbito da internacionalização, os participantes abordaram a validação de diplomas e a regulamentação das instituições com oferta de cursos binacionais, além da necessidade de garantir a continuidade de programas de intercâmbio. A articulação dos institutos para a promoção de cursos de educação a distância na Região Sul também foi pauta de discussão, que evidenciou a necessidade da busca de fomento da EAD e do incentivo a essa modalidade de ensino dentro dos cursos presenciais.

O WFCP acontece a cada dois anos, está na sua 9ª edição e é realizado pela primeira vez na América Latina. A Reditec alcança a 40ª edição e está no calendário anual da rede. Em 2017, o evento será realizado em João Pessoa, na Paraíba. Já o WFCT 2018 acontece na Austrália.

Por Rafael Xavier dos Passos | Jornalista IFSC / Com informações Comunicação WFCP – Reditec

Faça um comentário!