Alunos comparam ações de sustentabilidade entre Chapecó e Curitiba

14. outubro 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Chapecó, Cotidiano, Matérias

Os estudantes do Módulo VI do curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio têm uma grande tarefa este semestre: comparar a área de sustentabilidade entre Chapecó – cidade onde estudam – e Curitiba – cidade visitada em uma viagem de estudos com os professores do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

Os alunos do Câmpus Chapecó fizeram a viagem no final de setembro como parte dos projetos da disciplina Oficina de Integração VI. O tema principal da unidade curricular, neste semestre, é “Cidades Sustentáveis”.

“Curitiba foi escolhida por ser uma cidade reconhecida internacionalmente por suas atividades voltadas a sustentabilidade urbana, sendo também premiada por várias iniciativas. A partir das experiências obtidas na viagem os alunos irão agora passar para a fase de observar esses parâmetros de sustentabilidade na cidade de Chapecó”, explica o professor Marcos Euzébio Maciel, que coordena a disciplina.

Divididos em grupos, os estudantes irão finalizar os projetos com a comparação entre as duas cidades em diversas áreas: mobilidade urbana; construções sustentáveis; poluição visual; utilização de plantas nativas para produção cosmética sustentável; e planejamento de áreas de proteção ambiental urbanas.

A aluna Julia Neckel conta a viagem foi bem organizada e isso auxiliou a observação para o trabalho. Ela e os colegas do mesmo grupo irão trabalhar com as áreas de preservação urbanas. “Conseguimos analisar bem o que caracteriza a cidade de Curitiba como uma cidade sustentável. Agora nós vamos vamos realizar visitas nas áreas de preservação e parques ambientais aqui de Chapecó também para fazer a comparação”, afirma.

Veja todas as fotos da viagem no Facebook IFSC Câmpus Chapecó.

Programação em Curitiba

Durante a viagem, os alunos e professores participaram de inúmeras atividades com o foco na sustentabilidade. Eles iniciaram com com a palestra da diretora do setor de educação para a Sustentabilidade, Leila Maria Zem, na Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Leila tratou de diversos temas e projetos para sustentabilidade urbana de Curitiba, como o sistema de coleta seletiva da cidade, legislação para a manutenção da arborização e ações educativas da secretaria para sustentabilidade.

Para observar a cidade, os alunos participaram do passeio da Linha Turismo de Curitiba e conseguiram ver de perto a estrutura urbana da cidade, os parques e como as soluções de sustentabilidade estão distribuídas pelo espaço urbano.

“Durante o passeio os estudantes desceram em um dos 24 pontos turísticos visitados, a Ópera de Arame, uma estrutura para shows montada em uma antiga pedreira desativada mostrando como é possível “reciclar” até mesmo ambientes em uma cidade com planejamento urbano sustentável”, lembra o professor Marcos Maciel.

Por último, a visita foi ao Jardim Botânico, através de uma visita monitorada com a diretora responsável Thais Schmid Baranhuk e sua equipe que realizou a atividade “Jardim das Sensações”.

Esta atividade foi criada inicialmente para que deficientes visuais pudessem ter uma experiência diferenciada em contato com a plantas e a natureza do Jardim Botânico. Hoje, contudo, a atividade é oferecida para grupos escolares sem deficiência visual também, para que consigam perceber o mundo como as pessoas com deficiência e abram novos sentidos para percepção das plantas através de suas texturas e principalmente seus aromas.

Os professores Marcos Euzébio Maciel, Fábio Machado da Silva e Lurdes Perinazzo acompanharam os alunos na viagem. E ainda fazem parte da equipe da disciplina os professores Liane Beatriz Gehardt e Miguel Debarba.

Por Rafaela Menin / Jornalista IFSC

 

Faça um comentário!