Câmpus Florianópolis promove projeto “Adolescer na Contemporaneidade”

27. outubro 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Florianópolis, Matérias

imagem_adolescer_fpolisComeça nesta segunda, dia 31 de outubro, o projeto de extensão ‘Adolescer na Contemporaneidade: construindo caminhos saudáveis por meio do psicodrama’, aprovado no Edital Aproex – Nº 02/2016. Coordenada por Fernanda Marcondes, a iniciativa é do Núcleo de Estudos sobre Sexualidade e Prevenção de Drogas (NESPD).

“O projeto surgiu nos estudos do NESPD sobre a necessidade de fazermos algum trabalho de grupo com alunos. Nosso foco são os alunos dos cursos técnicos integrados e alunos do Ensino Médio da comunidade próxima”, explica Fernanda. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail nespd.fln@ifsc.edu.br ou diretamente com a coordenadora, no Departamento Acadêmico de Linguagem, Tecnologia, Educação e Ciência (Daltec), no período vespertino. Os interessados podem se inscrever até o meio-dia do dia 31, se houver vagas. Serão encontros semanais, sempre às segundas-feiras, das 13h30 às 15h30, entre os dias 31 de outubro e 21 de novembro.

De acordo com as premissas do projeto, “ser adolescente na atualidade parece que se tornou mais complexo do que antigamente. Talvez, em função do aumento da urbanização, da sofisticação da tecnologia, do excesso de informação, do núcleo familiar modificado, da solidão urbana, da violência. O adolescente apresenta aspectos emocionais próprios que merecem ser considerados: a busca por mais liberdade e autonomia, a vontade de confrontar a autoridade do adulto e da sociedade, de lidar com a ansiedade e frustrações, de ser aceito no grupo para que se sinta mais seguro, além de buscar novas alternativas para sua rotina diária”.

Para atuar nessas questões, será utilizado o psicodrama educacional. “Esse método coloca o estudante como protagonista da sua história e busca, assim, contribuir na construção de identidades positivas, auxiliando os adolescentes nesta etapa tão importante de vida. Este projeto se propõe, então, a oferecer um espaço de reflexão, buscando contribuir para a diminuição da vulnerabilidade de adolescentes e orientar esse processo investigativo, para que ele transcorra com segurança”, conta Fernanda.

Sabrina Brognolli d’Aquino | Jornalista IFSC

Tags: , ,

Faça um comentário!