Confira os destaques da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

28. outubro 2016 | Escrito por | Categoria: Cotidiano, Eventos

snct_palh1Essa foi uma semana e tanto para o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Os câmpus organizaram uma programação repleta de ciência, tecnologia, arte e integração — tanto para  alunos e servidores, quanto para o público externo. As atividades fizeram parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que têm mobilizado diversas instituições de ensino pelo Brasil em outubro. O tema de 2016 foi “Ciência Alimentando o Brasil”.

No IFSC, a maioria dos câmpus iniciou seu evento no último dia 17, unindo a Semana a outras mostras acadêmicas e culturais. De forma paralela ao evento, efervesceu também o debate político entre a comunidade estudantil. Acompanhe, agora, uma viagem por Santa Catarina para conferir os destaques da Semana.

Grande Florianópolis

Começamos na Capital. O Câmpus Florianópolis é o maior da rede do IFSC, concentrando várias modalidades de ensino e projetos de extensão. A SNCT do câmpus fez jus a essa pluralidade, com uma programação diversificada. Foram mais de 80 atividades, entre palestras, debates, oficinas e minicursos. O evento encerrou com o Sabadão da Integração, no dia 22. Os portões foram abertos para a comunidade com apresentações artísticas, futebol dos servidores, aula de zumba e food trucks. A unidade da Mauro Ramos recebeu também 21 escolas da região da Grande Florianópolis. O IFSC TV acompanhou a visita dos alunos da rede fundamental; confira na matéria.

Atravessando a ponte Colombo Salles, a programação no Câmpus Florianópolis-Continente foi sobre duas vocações litorâneas: o Turismo e a Gastronomia.  O câmpus concentra cursos nessa área e vêm chamando atenção dos setores. Um destaque dessa edição foi sobre o espaço que os produtos orgânicos estão ganhando na alimentação, em detrimento dos produtos com agrotóxicos. A chef Sônia Jendiroba ministrou palestra na área e alerta “O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos no mundo. Por isso vemos o surgimento de tantas doenças.”


O Câmpus São José organizou sua 3º Mostra Científico-Cultural, premiando trabalhos nas áreas de ensino, pesquisa e extensão.  O interessante é que um dos critérios para a escolha dos vencedores foi a clareza da apresentação para as escolas que visitaram a mostra. O Câmpus Palhoça fez uma programação mais modesta, com um dia de oficinas e palestras sobre a profissão do tradutor-intérprete e empresas juniores.

Subindo a Serra

snct_urupemaDe Palhoça, partimos para a Serra Catarinense. Por lá, o Câmpus Lages deu destaque ao agronegócio, com palestra do Secretário-adjunto de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, na abertura do evento. O secretário falou sobre o papel de Santa Catarina na produção nacional de alimentos, sendo que a agropecuária representa 29% do produto interno bruto (PIB) do estado. A Semana continuou com oficinas, mostra científica e atividades culturais.

Dali, o caminho até o Câmpus Urupema pede mais um casaco. Devido ao pioneirismo do câmpus, que foi primeiro no estado a ter um curso superior de Viticultura e Enologia, as atividades seguiram o tema. O presidente da Vinhos de Altitude Produtores Associados, Guilherme Grando, realizou a palestra de abertura falando sobre o mercado do vinho no Brasil e no mundo, além dos principais desafios existentes para os produtores e comerciantes da bebida.

Além do mercado e indústria do vinho, a SNCT abordou aspectos de saúde humana, tecnologia e sabor ligados à bebida. Os alunos participaram de uma atividade de identificação de aromas, onde eram convidados a cheirar seis taças e adivinhar o aroma escondido, entre eles estavam banana, café, orégano, canela entre outros.

Rumo ao Oeste

snct_saocarlosPartimos rumo ao Oeste Catarinense, que concentra a agroindústria do estado e abastece os supermercados. Antes de chegar lá, porém, desviamos para o Vale do Rio do Peixe, até o Câmpus Caçador. As atividades que o câmpus organizou seguiram a tendência de desenvolvimento do município. A programação uniu oficinas, mostras e atividades culturais com a Semana do Empreendedorismo, que trouxe a palestra da empresária Nelsa Balestrin Schumacher com o tema “Empreender o caminho da sustentabilidade”.

De volta a BR-282, passamos por diversos câmpus do IFSC na região. O primeiro, em Xanxerê, já realizou a SNCT no início de outubro. As atividades focaram nas áreas de Alimentos, Informática e Mecânica.  Em Chapecó, onde o câmpus está ocupado pelos alunos, a programação foi suspensa.

Em São Miguel e São Lourenço do Oeste, a preocupação com o (abu)so de agrotóxicos também foi destaque. No segundo, houve palestras sobre sobre agronegócio, o teor de Sódio em Alimentos Industrializados, agrotóxicos e segurança alimentar. Outra atividade foi o Campeonato de Lançamento de Foguetes. Ali perto, em São Carlos, a Semana foi acompanhada da exposição Profissões do Futuro. A mostra foi organizada em quatro áreas para interação dos participantes: Virtualização e Automatização; Ambientes Saudáveis e Sustentáveis; Cenários do Futuro e as Profissões; e Tempestade de Ideias.

Planalto Norte

snct_canoinhasPartimos agora para a região do Contestado. Por lá, o Câmpus Canoinhas esteve concentrado na área de tecnologia alimentar e nas implicações sociais da Ciência. Na mostra científica, o curso superior em Agroecologia expôs um projeto que utiliza cebolas como forma de combater pragas na agricultura orgânica. A semana contou, ainda, com apresentações culturais.

Nos câmpus em Jaraguá do Sul, a ideia foi abrir as portas para a comunidade conhecer e se integrar à instituição. Na unidade que fica no Centro do município, a Semana começou no dia 15 de outubro, com a realização do “PicNic+Criativo”, no qual servidores, estudantes e comunidade organizaram lanches e promoveram ações coletivas de planejamento e revitalização do espaço.

snct_jvle1Um pouco adiante na BR-116, chegamos em Joinville, cidade das flores e da dança. Joinville. No câmpus, a abertura contou com apresentação do Grupo de Danças da Escola Municipal Governador Pedro Ivo Campos, que trouxe o folclore do Boi Bumbá, típico do Maranhão. A apresentação “Urrou – É Festa do Boi” ficou em segundo lugar no Festival de Dança de Joinville deste ano, na categoria Danças Populares. Nos demais dias de evento, Experimentos científicos, projetos de pesquisa, protótipos e apresentações práticas transformaram as instalações do Câmpus em uma grande feira.

O encerramento da programação teve passeio no Mirante Boa Vista e Parque Zoobotânico e visita a hortas orgânicas no interior do Bairro Vila Nova. A propriedade visitadas, de José e Sebastiana Zacarias e de Gerson e Fátima Bischof, ficam a oito quilômetros da área urbana do bairro. Nas hortas, os visitantes tiveram aula sobre alimentos orgânicos, certificação, diferenciação do cultivo convencional, tipo de cultivares, alternativas ecológicas de adubação e controle de pragas, rotação de cultura e trabalho em rede.

De volta ao Sul

sictsuleNo Vale do Itajaí, o Câmpus Gaspar organizou a SNT entre 3 e 5 de outubro, em parceria com os câmpus Blumenau do Instituto Federal Catarinense (IFC) e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A palestra de abertura foi sobre “Ciência do sabor”. O palestrante será o médico oncologista Lee Fu Kuang, que foi também participante do programa de televisão Masterchef Brasil este ano.

A partir dali, engatamos na BR-101 até a cidade Garopaba. No câmpus, houve mostra de ciências, oficinas e palestras. Cerca de 400 alunos de escolas da cidade e de Imbituba passaram pelo evento para conhecer os projetos desenvolvidos pelos cursos. O Câmpus Garopaba oferece, principalmente, cursos no eixo de Meio Ambiente, Biotecnologia, Informática e Administração.

Em Araranguá, grandes universidades do Sul do país se reuniram para realização do quinta edição do Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense (SICT-Sul). O evento é uma realização dos câmpus Criciúma e Araranguá do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), dos câmpus Sombrio e Santa Rosa do Sul do Instituto Federal Catarinense (IFC) e do Câmpus Araranguá da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Neste ano, o Sict-Sul teve aproximadamente 400 inscritos, com 146 artigos apresentados e 81 pôsteres com resumos de trabalhos.

A viagem poderia ir mais longe, mas Tubarão teve que cancelar sua programação para SNCT, por conta de uma tempestade que atingiu o câmpus na semana do evento. Em razão da forte tempestade que atingiu o sul de Santa Catarina neste domingo, o prédio teve parte do telhado avariado e infiltração de água, sendo necessárias a limpeza e a manutenção de equipamentos.

Por Eduarda Hillebrandt | Estagiária de Comunicação IFSC

Faça um comentário!