IFSC e Fapesc lançam chamada para apoiar projetos de pesquisa aplicada

19. outubro 2017 | Escrito por | Categoria: Cotidiano, Matérias, Oportunidades

O IFSC e a Fundação de Amparo à pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) lançaram a chamada pública 05/2017 para apoiar projetos de pesquisa aplicada. O valor total destinado será de R$ 300 mil, sendo até R$ 10 mil para cada projeto. O envio de propostas deve ser feito até 20 de novembro por meio da Plataforma Fapesc.

Podem concorrer servidores efetivos do IFSC que não estejam afastados integralmente de suas funções e que sejam membros de grupo de pesquisa certificado pela instituição e cadastrados no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É necessário também ter currículo Lattes atualizado em 2017.

A chamada pública é resultado de uma cooperação entre o IFSC e a Fapesc, órgão do governo estadual, em prol do Pacto pela Inovação, um movimento de entidades empresariais , educacionais e governamentais que visa transformar Santa Catarina em um dos estados mais empreendedores e inovadores do mundo. O IFSC será um dos signatários do pacto, cujo evento de lançamento está marcado para 30 de outubro. Os projetos devem atender a demandas externas por soluções técnicas ou tecnológicas, apresentadas por instituição privada ou pública.

O valor destinado à chamada neste ano é 50% maior que o da chamada de 2016, a primeira realizada em parceria entre IFSC e Fapesc, e será dividido pela metade entre as duas instituições (cada uma contribuirá com R$ 150 mil). Por meio da chamada do ano passado, foram apoiados 21 projetos. A expectativa para a chamada atual é apoiar um pouco mais de 30, segundo o chefe do Departamento de Inovação do IFSC, Luiz Henrique Castelan Carlson.

Os recursos poderão ser usados para o pagamento de bolsa de iniciação científica (no valor de R$ 400 mensais) e itens de despesas correntes e de capital. Na Plataforma Fapesc, o proponente vai encontrar apenas a opção para cadastrar “bolsas de graduação”, mas estudantes de qualquer curso regular do IFSC, de todos os níveis, podem ser bolsistas. O IFSC é a primeira instituição a usar a nova Plataforma Fapesc.

Contrapartidas

A principal novidade desta edição da chamada pública é a possibilidade – não é obrigatório – de a instituição demandante aportar contrapartida financeira ao projeto, o que pontua positivamente como critério de análise e julgamento. “Essa é mais uma forma de obtermos financiamento para os projetos. Para isso, a contrapartida deve ser financeira, e não econômica”, explica Luiz Carlson.

Encaixam-se como contrapartidas econômicas ações como disponibilizar um funcionário ou um equipamento da demandante para a realização do projeto. Para efeitos da chamada, só contarão pontos e serão aceitas na prestação de contas as contrapartidas financeiras, ou seja, em dinheiro em conta a ser indicada pela Fapesc.

Outra novidade em relação à chamada do ano passado é que, neste ano, a carta de manifestação de demanda por soluções técnicas ou tecnológicas deve ser emitida pela instituição demandante – antes, podia ser feita pelo autor do projeto e assinada pela demandante.

Orientações

O Departamento de Inovação do IFSC está elaborando material de orientação para quem quiser se inscrever na chamada, que deve ser publicado em breve no espaço de editais de pesquisa no portal do IFSC.

Mais informações sobre a chamada podem ser obtidas pelo email inovacao@ifsc.edu.br ou telefone (48) 3877-9053.

Faça um comentário!