Cadeia de Valor do IFSC é apresentada em reunião na Reitoria

2. março 2018 | Escrito por | Categoria: Gestão, Matérias, Reitoria

apresentacao_cadeia_de_valorO trabalho de elaboração da cadeia de valor do IFSC foi tema de apresentação feita no auditório da Reitoria na terça, 27 de fevereiro, para um grupo de servidores de outras instituições públicas e interessados no tema gestão por processos. A cadeia de valor – que no IFSC foi instituída por meio da portaria 08/2018 – é um instrumento da gestão por processos que identifica os principais processos da instituição e os valores que ela entrega aos seus públicos.

A construção da cadeia de valor do IFSC foi conduzida pela Coordenadoria de Processos e Normas (CPN), setor vinculado à Diretoria de Gestão do Conhecimento da Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional. De abril a agosto de 2017, a coordenadora, Deizi Paula Giusti Consoni, trabalhou junto com os dirigentes máximos da Reitoria (reitora, diretora-executiva, pró-reitores, diretores e chefes de departamento) na identificação dos macroprocessos institucionais e dos valores que o IFSC entrega aos seus públicos (alunos e sociedade). “A cadeia de valor é a primeira peça para trabalhar a gestão por processos. Ela ajuda a entender a instituição de ponta a ponta”, diz Deizi.

Posteriormente, foi feita a arquitetura de processos da instituição, dividindo os macroprocessos em três grupos: finalísticos (aqueles que a instituição executa para cumprir sua missão), gerenciais e de suporte. A arquitetura de processos do IFSC também foi formalizada pela portaria 08/2018.

Representação gráfica da cadeia de valor do IFSC, com os principais processos institucionais e os valores entregues a alunos e sociedade

Representação gráfica da cadeia de valor do IFSC, com os macroprocessos institucionais e os valores entregues a alunos e sociedade

Esse trabalho foi o tema da apresentação feita por Deizi para o Grupo BPM Boas Práticas, um coletivo não formal de servidores públicos e outros interessados em gestão por processos, no auditório da Reitoria. Na ocasião, a coordenadora explicou as dificuldades encontradas e os próximos passos, que incluem o detalhamento dos processos identificados, a previsão de apresentações regionalizadas sobre o tema no segundo semestre e a proposta de elaboração de uma capacitação a distância.

Gestão por processos

Implantar a gestão por processos é uma das iniciativas estratégicas do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do IFSC, e a elaboração da cadeia de valor e da arquitetura de processos – ambas previstas no Plano Anual de Trabalho (PAT) 2017 – são uma espécie de pontapé inicial para esse objetivo final. Na gestão por processos, a execução dos processos é constantemente reavaliada e aprimorada e o trabalho envolve pessoal de diferentes setores, independentemente da estrutura funcional (divisão dos setores de acordo com funções ou áreas do conhecimento).

Na opinião de Deizi, esse tipo de gestão melhora a colaboração, o compartilhamento e a comunicação entre as áreas, diminui o retrabalho e o desperdício e, principalmente, alinha a estratégia com a execução. O desafio é implantar a gestão por processos numa instituição pública, cuja estrutura, tipicamente funcional, é definida por leis e outras normas. Isso, no entanto, não é motivo para desistir. “Temos que ter coragem de inovar no serviço público, de realizar as entregas bem feitas”, diz a coordenadora.

Para saber mais, visite as páginas da cadeia de valor e da arquitetura de processos do IFSC na intranet.

Faça um comentário!