Permanência e êxito são pauta no encontro EPE

5. outubro 2018 | Escrito por | Categoria: Câmpus Araranguá, Câmpus Caçador, Câmpus Canoinhas, Câmpus Chapecó, Câmpus Criciúma, Câmpus Florianópolis, Câmpus Florianópolis-Continente, Câmpus Garopaba, Câmpus Gaspar, Câmpus Itajaí, Câmpus Jaraguá do Sul-Centro, Câmpus Jaraguá do Sul-Rau, Câmpus Joinville, Câmpus Lages, Câmpus Palhoça Bilíngue, Câmpus São Carlos, Câmpus São José, Câmpus São Lourenço do Oeste, Câmpus São Miguel do Oeste, Câmpus Tubarão, Câmpus Urupema, Campus Xanxerê, Eventos, Matérias, Reitoria

palestra_girlaneA relação entre permanência e êxito e a inclusão de alunos e egressos no mundo do trabalho foi tema de palestra no Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, realizado nesta semana em Florianópolis. Em sua apresentação a diretora de Assuntos Estudantis do IFSC, Girlane Almeida Bondan, levantou a questão dos fatores internos e externos que influenciam na permanência dos estudantes e debateu com os participantes possíveis soluções e medidas para garantir a inserção social e profissional desse público.

A relação da família com a escola, a qualidade do ensino fundamental e médio, a aproximação com o mercado de trabalho da profissão, além da relevância dos conteúdos para a formação e a necessidade de conciliar trabalho e estudo são alguns fatores que devem ser observados na questão da permanência e do êxito. “Ao IFSC cabe a articulação com o setor produtivo e isso representa repensar, inclusive, os projetos de curso. Essa sensibilidade é fundamental para que o aluno possa escolher a área que tem maior afinidade com a certeza de que a escolha trará um retorno na melhoria das condições de vida. Desta forma, ele verá significado na formação e diminuem as chances de evasão”, afirmou Girlane.

palestra_girlane_2A palestra também abordou marcos legais e o Plano Estratégico de Permanência e Êxito do IFSC, elaborado pela Pró-Reitoria de Ensino e apresentado em abril de 2018. O documento prevê medidas para promover projetos de implantação de empresa júnior ou cooperativas de trabalho, divulgar informações sobre as carreiras como, por exemplo, faixa salarial e se a área está em ascensão. O desenvolvimento de projetos e oficinas de orientação profissional para toda a comunidade também está previsto no plano, bem como o convite a egressos para falarem sobre a vivência no curso e a experiência profissional.

Após a exposição de Girlane, os participantes puderam compartilhar experiências e debater o assunto. “Existe um problema na educação de focar no melhor aluno, mas também tem o aluno com reprovação sucessiva, que mora distante e não consegue chegar, que tem dificuldade, esse aluno mediano que a gente acaba não alcançando”, lembrou o professor de Português do Câmpus Gaspar. Luiz Herculano Guilherme. “Às vezes, o que mais entristece é ver que o aluno não está inserido no mercado de trabalho na área para a qual está buscando formação. É outro grande desafio a gente pensar em como motivar esse aluno a mudar de área e mostrar que ele vai ter sucesso na área em que está se formando também”, enfatizou o docente.

A permanência e o êxito dos estudantes é uma questão que está entre as prioridades do IFSC. Para aprofundar a discussão, na próxima quinta-feira (11), o IFSC realizará o primeiro Encontro de Permanência e Êxito com a participação de membros das Comissões de Permanência e Êxito – central e dos câmpus, dos diretores-gerais e de dirigentes de Ensino. O evento será na Reitoria e terá transmissão da IFSCTV.

 

Por Isadora Vicente | Estagiária de Jornalismo do IFSC

 

Tags: , , ,

Faça um comentário!