IFGoiano está com inscrições abertas para cursos de pós-graduação

7. fevereiro 2019 | Escrito por | Categoria: Câmpus Araranguá, Câmpus Caçador, Câmpus Canoinhas, Câmpus Chapecó, Câmpus Criciúma, Câmpus Florianópolis, Câmpus Florianópolis-Continente, Câmpus Garopaba, Câmpus Gaspar, Câmpus Itajaí, Câmpus Jaraguá do Sul-Centro, Câmpus Jaraguá do Sul-Rau, Câmpus Joinville, Câmpus Lages, Câmpus Palhoça Bilíngue, Câmpus São Carlos, Câmpus São José, Câmpus São Lourenço do Oeste, Câmpus São Miguel do Oeste, Câmpus Tubarão, Câmpus Urupema, Campus Xanxerê, Oportunidades

Até 19 de fevereiro estão abertas as inscrições, via internet, para as 50 vagas para mestrados acadêmicos, 114 para mestrados profissionais e 3 para doutorado.

As vagas de mestrado acadêmico são para as áreas de Agroquímica, Biodiversidade e Conservação, Agronomia e Zootecnia, além de doutorado em Agronomia. Todos esses cursos são oferecidos pelo Câmpus Rio Verde.

Já os programas de mestrados profissionais são nas áreas de Bioenergia e Grãos, Engenharia Aplicada e Sustentabilidade e Tecnologia em Alimentos (oferecidos pelo Câmpus Rio Verde); Conservação e Recursos Naturais do Cerrado, Proteção de Plantas e o novo programa de Ensino para a Educação Básica (Câmpus Urutaí); Irrigação no Cerrado (Câmpus Ceres) e Olericultura (Câmpus Morrinhos).

As regras e etapas de seleção estão descritas nos editais dos certames. O resultado final está previsto para ser divulgado até o dia 13 de março e o início das aulas deve ocorrer no dia 25 de março.

Acadêmico x Profissional – Tanto os mestrados e doutorados acadêmicos quanto os mestrados profissionais são modalidades de pós-graduações stricto sensu, contudo com finalidades diferentes. Enquanto os primeiros visam ao objetivo essencialmente científico, o segundo é voltado à capacitação de profissionais, com vistas a estudar técnicas, processos ou temáticas que atendam a alguma demanda do mundo do trabalho.

Como as especificidades de ambos são particulares, os cursos de cada modalidade são avaliados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) com base em critérios diferenciados. Esses critérios são definidos pelas áreas de avaliação, e realizados por subcomissões específicas.

Geralmente, cursos acadêmicos exigem como produção final uma dissertação. No caso dos mestrados profissionais, além do artigo/dissertação, é esperada uma produção técnica alinhada à área do programa e à linha de pesquisa.

 

Coordenadoria de Jornalismo do IFSC

Tags: , , ,

Faça um comentário!