Consup aprova novo curso técnico em São Miguel do Oeste

1. março 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus São Miguel do Oeste, Cotidiano, Matérias

consupO Conselho Superior (Consup) do IFSC aprovou a oferta de um novo curso para o Câmpus São Miguel do Oeste. O curso técnico concomitante em Eletromecânica será oferecido no período noturno, a partir do segundo semestre de 2016. Serão quatro semestres (dois anos de curso) com carga horária de 1,2 mil horas. O ingresso será pelo exame de classificação do IFSC, com entrada anual e oferta de 32 vagas por turma.

A primeira reunião do Consup em 2016 foi realizada nesta segunda-feira, dia 29, no auditório da Reitoria. Outros assuntos debatidos foram a aprovação do Plano Anual de Auditoria Interna (Paint), a regulamentação do uso de espaços físicos dos câmpus e Reitoria pela comunidade externa, o novo  cronograma de aprovação do Plano de Oferta de Cursos e Vagas (POCV) e a mudança de prazo para reavaliação do Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) dos beneficiados pelo Programa de Atendimento ao Estudante em Vulnerabilidade Social (Paevs).

Espaço físico

Uma das decisões do Consup foi a regulamentação do uso de espaço físico e bens constantes no patrimônio do IFSC para uso de terceiros na realização de eventos de curta duração, de natureza educacional, cultural, científica, esportiva ou recreativa.

A terceira versão do documento foi apresentada, com algumas alterações. Uma das novidades é a descentralização das autorizações para empréstimo, ou seja, a decisão caberá aos colegiados dos câmpus, que deverão elaborar listas dos bens e instalações que poderão ser emprestados. Os empréstimos poderão ser feitos para pessoas jurídicas, sendo cobrada taxa no caso de empresas privadas e de forma gratuita para órgãos governamentais, entidades assistenciais sem fins lucrativos e associações comunitárias. A comunidade externa também poderá participar de atividades nos câmpus por meio da realização de ações de projetos de extensão integrantes do programa IFSC + Ativo.

A reitora Maria Clara Kaschny Schneider destacou que as quadras poliesportivas, especialmente nos câmpus do interior, podem ser utilizadas pela comunidade, ressaltando o caráter comunitário da instituição.

Reavaliação do IVS

O diretor de Ensino André Soares apresentou a necessidade de mudança na vigência do Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) do Programa de Atendimento ao Estudante em Vulnerabilidade Social (Paevs) de um ano para dois.

Devido à grande demanda (cerca de 5 mil alunos beneficiados) e o número reduzido de assistentes sociais para realizar as análises, foi decidido que o tempo de validade do IVS passará de um para dois anos, assim com acontece no restante da rede federal. “Avaliamos que não há uma mudança acentuada na condição social do aluno antes do período de dois anos”, argumenta Soares. Assim, no final do prazo de dois anos, o aluno precisa reapresentar a documentação para continuar recebendo o benefício. O IVS perde a validade quando encerra-se o vínculo do estudante com a instituição. Se em um período menor que dois anos ele voltar ao IFSC para realizar outro curso, deverá solicitar o IVS novamente, a partir da data da matrícula.

O IVS pode ser solicitado, a qualquer tempo, pelo aluno que quiser receber auxílio financeiro pelo Paevs. Nele são levadas em conta informações, como renda familiar. A partir do IVS, os alunos são “ranqueados”, sendo que os primeiros colocados têm prioridade no recebimento do benefício.

Revisão do POCV

consup1O Consup também aprovou a alteração do cronograma de revisão do Programa de Desenvolvimento  Institucional (PDI). Especificamente  a revisão do Plano de Oferta de Cursos e Vagas (POCV) será realizada a partir de maio de 2016, com previsão de término para o segundo semestre.

O capítulo 13 do PDI prevê a realização do processo de acompanhamento, avaliação e atualização do próprio Programa, a ser realizado pelo Comitê Permanente de Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional (Copadin), que optou por adiar o período de revisão do POCV.

Os motivos apresentados são o processo de avaliação institucional para recredenciamento, que envolve a visita de comissão do Inep, provavelmente ainda no primeiro semestre, e a transição dos dirigentes de ensino, pesquisa e extensão nos câmpus. Além disso, a revisão do POCV depende da atualização tecnológica e adaptação da planilha para atender ao conceito de aluno-equivalente, publicado pelo Ministério da Educação (MEC) em 2015.

Paint

O chefe de Auditoria Interna, João Clóvis Schmitz, apresentou o cronograma do Planejamento Anual das Atividades de Auditoria Interna (Paint) para aprovação do Consup. O Paint prevê seis ações (macroprocessos) a serem auditadas no IFSC. Atualmente, a instituição conta com seis auditores, que atendem aos 22 câmpus. Quanto ao Paint de 2015, foram realizadas 86% das ações propostas.

 

Veja o vídeo com a transmissão completa da reunião pela IFSCTV:

Tags: , , , ,

Faça um comentário!