Alunos de Hotelaria recebem orientações de profissionais do setor

14. abril 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Florianópolis-Continente, Matérias

A aula inaugural da primeira fase do curso superior de tecnologia em Hotelaria do Câmpus Florianópolis Continente contou com a presença de gestores de hotéis da região na quinta-feira, dia 14. Charles Reimer, gerente geral do Hotel Ibis São José, e Leandro de Jesus, do Hotel Mercure Centro, apresentaram um panorama do setor aos alunos. As bandeiras internacionais Ibis e Mercure pertencem à operadora hoteleira francesa Accor Hotels, líder no Brasil e na Europa.

Há oportunidades para quem está ingressando no mercado de trabalho na área, mas é preciso ter foco, afirma Charles Reimer, que tem 22 anos de carreira em hotelaria. Ele conta que começou carregando bagagem e passou por diferentes funções até entrar para a Accor em 2009 como trainee e poder galgar os próximos passos até a gerência. Por isso, chama atenção para a persistência, humildade e gosto pelo que se faz. “Não se sai da graduação como gerente de hotel, começamos todos pela base, pelas funções operacionais”, comenta.

DSC_0005

Leandro de Jesus, que já mudou de estado cinco vezes em seus 11 anos na hotelaria, ressalta o dinamismo da carreira. Para a contratação, afirma que o perfil do candidato pesa mais que a experiência. “Observamos os cursos de hotelaria e a instituição, pois uma formação específica na área e qualidade de ensino sempre agregam”, completa. O gestor vê como salutar uma aproximação entre empresa e universidade. A  coordenadora do curso, Fabíola Martins, reitera a importância da parceria — por meio de visitas técnicas, pesquisa, extensão e realização de estágio nos hotéis locais — para conectar os jovens ao mercado.

Setor aquecido

A hotelaria é um mercado consolidado e em expansão no Brasil. A Accor, que está presente em 92 países com 17 bandeiras diferentes empregando cerca de 180 mil colaboradores, possui 233 hotéis no País. O faturamento bilionário e boa cotação da empresa nas bolsas de valores europeias deixam pouco espaço para a concorrência no âmbito nacional. A brasileira Atlântica Hotels International, segunda maior corporação, opera 85 unidades e foi recentemente adquirida pelo investidor George Soros.

Ainda que a concentração das redes hoteleiras seja nas capitais, a tendência é de levar os negócios para o interior. A Accor vem apostando na compra de hotéis familiares para instalação da nova bandeira Ibis Styles, que flexibiliza o rígido padrão de ambiente e serviços do Ibis. Em Santa Catarina, já há unidades em Joinville e Balneário Camboriú, e em breve um Styles será instalado no Vale do Itajaí. A Grande Florianópolis, por sua vez, tem tradição no turismo e abriga bandeiras fortes como Slavieiro, Intercity, Majestic Palace e a Sofitel, da linha de luxo da Accor.

Faça um comentário!