Servidores discutem temas da área de TI no Setic 2016

2. junho 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Jaraguá do Sul-Centro, Eventos, Gestão, Matérias

jar_setic_2016Cerca de 30 servidores da área de tecnologia da informação e comunicação da reitoria e dos câmpus do IFSC participaram, na última semana, da edição de 2016 do Seminário de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic). Durante o evento foram compartilhadas experiências, apresentadas demandas locais, debatido o planejamento da área e realizada a integração dos participantes. O evento foi sediado pelos câmpus Jaraguá do Sul e Geraldo Werninghaus nos dias 24 e 25 de maio.

Entre os temas abordados na programação do Setic estiveram o uso de novas tecnologias dentro do IFSC, a elaboração do Plano Estratégico de Tecnologia da Informação (Peti), a articulação de grupos de estudo e a criação do Fórum de TI. “A exemplo do que já existe hoje na área de Registro Acadêmico, nossa ideia é implementar um fórum de TI para tornar mais ágil e eficiente o debate entre os câmpus”, afirma o diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Instituto, Benoni de Oliveira Pires.

jar_setic_20162Além do debate técnico, um dos principais resultados da retomada do Setic – que tinha sido realizado pela última vez em 2014 – é a integração entre os servidores que lidam diariamente com o setor de tecnologia dentro da instituição. “As pessoas precisam se conversar mais e, assim, estreitar laços entre si. Desse modo fica mais fácil também o diálogo quando precisamos resolver questões ligadas ao trabalho”, destaca o diretor.

A aproximação entre os servidores foi um dos principais ganhos para servidor George Januário da Silva, que entrou no IFSC em setembro de 2015 como técnico em TI do Câmpus Garopaba. “É fundamental trabalharmos em rede e com esse evento foi possível conhecer as necessidades de outros colegas e saber quais as tecnologias que estão sendo utilizadas no IFSC”, explica.

Mas não são apenas os novos servidores que destacaram a importância do Setic. Para o servidor Fábio Meincheim, que atua desde 2010 como técnico em TI do Câmpus Geraldo Werninghaus, um dos fatores que diferenciaram a edição deste ano foi a sua realização do evento fora da Grande Florianópolis. “É importante que as equipes que estão na Reitoria visitem os câmpus e percebam, na ponta, como são as condições de trabalho, os problemas locais e, inclusive, as dificuldades impostas pelo deslocamento que normalmente é exigido apenas de quem está nos câmpus”, lembra.

Faça um comentário!