Funpresp do poder Executivo começa a funcionar

15. fevereiro 2013 | Escrito por | Categoria: Câmpus Araranguá, Câmpus Caçador, Câmpus Canoinhas, Câmpus Chapecó, Câmpus Criciúma, Câmpus Florianópolis, Câmpus Florianópolis-Continente, Câmpus Garopaba, Câmpus Gaspar, Câmpus Itajaí, Câmpus Jaraguá do Sul-Centro, Câmpus Jaraguá do Sul-Rau, Câmpus Joinville, Câmpus Lages, Câmpus Palhoça Bilíngue, Câmpus São José, Câmpus São Miguel do Oeste, Câmpus Urupema, Campus Xanxerê, Matérias, Vida de Servidor

Começou a vigorar, no último dia 4, a Fundação de Previdência Complementar dos Servidores do Poder Executivo (Funpresp-Exe). Os servidores que ingressarem no serviço público após essa data deverão se aposentar pelo Regime Geral da Previdência, cujo teto atual é de R$ 4.159. Para complementar o benefício, os servidores poderão aderir à nova Funpresp.

Com as mudanças, o novo servidor contribuirá com até 11% do teto INSS (até R$ 457,49). Para complementar a renda no futuro, ele poderá aderir à Funpresp-Exe com, no mínimo, 8,5% da diferença entre o seu salário e o teto do INSS. Para a previdência obrigatória, a União também irá contribuir com 11% do salário do servidor. Já para a complementar, a participação não excederá os 8,5%.

Uma das características da nova previdência complementar do serviço público é que o servidor contribuirá sem saber quanto irá receber no futuro. O rendimento do novo fundo de previdência vai depender do sistema financeiro.

Os servidores públicos que estavam em exercício antes da implantação da mudança têm dois anos para decidir se querem fazer parte do novo regime previdenciário e aderir à Funpresp.

Tags: , ,

Faça um comentário!