Teatro no Câmpus Jaraguá do Sul aborda violências sofridas pelas mulheres

18. novembro 2014 | Escrito por | Categoria: Câmpus Jaraguá do Sul-Centro, Cotidiano, Matérias

jar_link_lavadeira_1Um ator, uma bacia de roupas, um varal e uma personagem muito extrovertida que canta e conta sua história de luta e conquistas. Essa é a síntese da peça “Maria Lavadeira”, encenada no dia 6 para as turmas do Pronatec Mulheres Mil do Câmpus Jaraguá do Sul. A apresentação ocorreu no auditório do câmpus e contou com a presença de aproximadamente 40 pessoas.

Segundo a pedagoga Virginea Lorena, a peça encenada para as alunas do programa Mulheres Mil teve os objetivos de integrar as turmas e promover a reflexão sobre a história de cada uma das mulheres. “Por meio da história de Maria Lavadeira conseguimos visualizar os círculos de violência a que as mulheres estão expostas, como a violência verbal, corporal, sexual, simbólica e aquela gerada pelo alcoolismo e pelas drogas químicas”, conta.

Por meio da encenação, as alunas também são levadas a perceber o papel das políticas públicas relacionadas à mulher. “A peça vem ao encontro dessa reflexão, pois trata do papel feminino frente aos diversos riscos a que elas estão sujeitas e traz orientações pertinentes aos tipos de denúncia e órgãos nos quais elas podem procurar ajuda”, afirma.

A apresentação foi encenada pelo ator Anderson Santos, do Grupo Gats de teatro. A direção da peça é de Leone Silva. Clique aqui e veja mais fotos da peça.

Tags: ,

Faça um comentário!