Premiados os vencedores do Concurso de Redação no Câmpus Lages

30. março 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Lages, Cotidiano, Matérias

images-Concurso_de_Redao1-500x375Na última quarta-feira (23), aconteceu a cerimônia de premiação do Concurso de Redação, promovido pela Biblioteca do Câmpus Lages do IFSC em alusão à Páscoa. Ao todo, 74 textos participaram da competição, escritos por alunos e pessoas da comunidade externa, e dez deles foram os finalistas. Era necessário que a redação fosse baseada em um livro e que o Coelho da Páscoa aparecesse na história.

Todos os finalistas receberam caixas de chocolate. Os três melhores foram premiados com cestas de páscoa e terão seus textos publicados no caderno Lendo e Relendo, do jornal Correio Lageano. São eles:

1º Lugar: Lucas Schwantes de Lima – Curso Técnico em Informática

2º Lugar: Amanda Caroline de Oliveira – membro da comunidade
3º Lugar: Mércia de Souza M. Castilho – Curso Técnico em Biotecnologia

Palestra

Antes da premiação, houve uma palestra com a professora Ana Maria Netto Machado, do programa de mestrado da Uniplac. Ela veio explicar a importância da leitura e da escrita na formação crítica dos alunos, além de trazer histórias de grandes autores e seus processos de criação. Também apresentou técnicas para melhorar e criar o gosto pela escrita. “Escrever é algo que quando você começa e vê o resultado se surpreende, se entusiasma e descobre que pode fazer cada vez mais com a escrita”, completou. A professora também ressaltou que o hábito de escrever torna a pessoa cada vez mais crítica com a própria criação e promove o crescimento intelectual.

A iniciativa de criar o concurso, como conta a organizadora, a bibliotecária Márcia Medeiros, surgiu após ter conhecimento do resultado da redação no último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Mais de 53 mil candidatos que realizaram o Enem de 2015 zeraram a nota da redação, isso sem contar aqueles que deixaram-na em branco. “Como mudar essa realidade? Acredito que a partir do momento que dedicamos tempo apoiando, incentivando e amparando os alunos, estes passem a acreditar que escrever não é esse sacrifício. Mas o processo deve ser de forma natural, sem cobranças, sem notas, nem imposições. Devemos colocar o desafio de forma divertida e ainda que eles sejam premiados pelo esforço”, esclarece Márcia. Com isso, a atividade pretendia estimular a escrita aliada à leitura e à compreensão.

images-Concurso_de_Redao2-500x388A atividade cumpriu o seu papel, pelo menos na opinião do vencedor do concurso. Lucas não tinha muita confiança que iria ganhar, pois vários de seus amigos estavam participando com ótimos textos, segundo ele. “Fiquei surpreso. Entreguei no último dia e não esperava ganhar. O concurso não visava somente estimular a escrita ou a leitura, mas, principalmente, a criatividade, a habilidade de adaptar a história lida aos critérios da competição. Foi muito interessante”, afirma.

Uma das preocupações do IFSC é formar não apenas trabalhadores, mas cidadãos críticos, criativos e diferenciados para enfrentar o mercado de trabalho. Para Lucas, esse é um diferencial em relação a outras instituições. “Eu fiz um curso técnico em outro lugar e lá eles moldam o aluno para a atividadque são muito procurados pelas empresas”, finaliza.

Atração Cultural

images-Concurso_de_redao5-500x281A atração musical da cerimônia ficou por conta da dupla Rolando e Reizinho, que são músicos, instrumentistas e compositores. Eles tocaram composições próprias e sucessos da MPB, acompanhados da aluna Thamires Penso. Além de se apresentarem, os dois explicaram aos alunos como é o processo de composição e de onde buscam inspiração para suas músicas.e na indústria. Aqui, se abrange todo o conhecimento, buscando a criatividade e a inovação.

Tags: , ,

Faça um comentário!