Aula inaugural da Licenciatura em Química debate desafios da profissão de professor

6. abril 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Criciúma, Eventos, Matérias

aula quimica“Há dois problemas crônicos na formação de um professor. O primeiro é pensar que saber é suficiente para ser professor. O segundo é pensar que ensinar é fácil”. Com essa provocação, o professor Carlos Alberto Marques, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), realizou na noite desta terça-feira (5) a aula inaugural do curso de Licenciatura em Química do Câmpus Criciúma do IFSC.

A aula marcou o início da implantação do curso superior na instituição, coordenado pela professora Marleide Coan Cardoso. É o primeiro curso público e gratuito de Licenciatura em Química na região sul de Santa Catarina.

“É importante para suprir a necessidade local e regional. Há carência de professores de Química no Brasil, especialmente com Licenciatura”, destacou o professor Carlos Alberto, pós-doutor em Química, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação Centífica e Tecnológica da UFSC e diretor da Divisão de Ensino da Sociedade Brasileira de Química.

aula quimica2Participaram da atividade Geóvio Kroth, chefe do Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão (Depe) do IFSC Criciúma, e Marlene Pires, gerente pedagógica da Secretaria de Educação de Criciúma.

Na aula inaugural, Carlos Alberto Marques debateu as virtudes e problemas da profissão de professor, para que serve a Química em sala de aula e quais são os desafios de ensinar aos jovens em um mundo em permanente transformação. “Apenas comunicar os conceitos e as teorias químicas não funciona. Ensinar é um ato de mediação entre o sujeito e o objeto”, afirmou.

O professor apresentou ainda detalhes do XVIII Encontro Nacional de Ensino de Química (Eneq), que acontecerá de 25 a 28 de julho na UFSC, em Florianópolis. O IFSC integra a comissão organizadora do evento.

Tags: , ,

Faça um comentário!