Projeto “Aprendendo com o Mar” promove primeira aula de consciência ambiental no barco escola

12. abril 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Itajaí, Cotidiano, Matérias

fotos_sexta_barco 003As atividades de consciência ambiental promovidas no barco escola “ Aprendendo com o Mar” do IFSC já começaram. Desde o dia 4 de abril estão sendo organizados passeios pelo rio Itajaí-açu. Nas duas primeiras semanas, as atividades são voltadas para servidores do IFSC para que eles conheçam melhor as atividades do barco escola e tenham uma aula de biodiversidade marinha e de técnicas pesqueiras. “Antes de começar o trabalho com os estudantes das escolas públicas, nós estamos fazendo essas aulas testes com os servidores. Nossa proposta é todas às sextas-feiras ofertar oficinas no Câmpus e no barco escola”, explica Benjamim Teixeira, coordenador do Centro de Referência em Navegação e Pesca Marítima (CNPMar) do IFSC.

As atividades fazem parte do projeto de extensão “Aprendendo com o Mar” que já ofertou oficinas para mais de 1.500 estudantes da rede pública de ensino desde 2012. “Nós temos uma série de oficinas temáticas que são ofertadas de acordo com os conteúdos que as escolas estão trabalhando como sobre a biodiversidade marinha e atividades socioeconômicas pesqueiras. Agora com o barco escola nós iremos ampliar este trabalho. O que nós temos observado nessas oficinas é que as pessoas têm pouco conhecimento sobre o mar. Foi inclusive por perceber esse déficit que nós criamos a pós-graduação em Ciências Marinhas Aplicadas ao Ensino”, explica a professora do Câmpus Itajaí Laura Kremer.

fotos_sexta_barco 018Na primeira aula do projeto, participaram técnico-administrativos e professores de diversas áreas. “Eu sou professor de História e para mim o passeio foi importante para conhecer melhor a região e o cotidiano da vida marítima. Eu vejo que é possível relacionar todo esse conhecimento com as aulas de História sobre navegação e a colonização do Brasil”, explica o professor Orlando de Miranda Filho.

O professor Tiago Lopes também pretende relacionar as atividades do barco escola com as suas aulas no curso técnico em Eletroeletrônica e em Engenharia Elétrica. “Nós temos muito interesse em estudar a parte elétrica do barco, fazer estudos de eficiência e, quem sabe, pensar em formas de energia alternativa.”

Durante as duas horas de aula no barco, os servidores puderam conhecer os diferentes modelos de embarcações industriais e as especificidades de cada uma das modalidades de pesca. “A barra do rio era móvel e é só a partir da década de 1930 é que começa a ser feito os moles e a colocação de pedras para fixar a barra. Hoje contamos com mais de 500 embarcações industriais, sendo que algumas delas têm capacidade para armazenar até 400 toneladas de peixes”, afirma o professor Benjamim Teixeira.

fotos_sexta_barco 076Os servidores também puderam conferir de perto todos os equipamentos de segurança do barco escola. “O “Aprendendo com o Mar” conta com duas balsas salva-vidas que são infladas em menos de cinco minutos sendo que cada uma delas conta com um kit com água, ração e sinalizador. O barco tem seis compartimentos e foi projetado para que caso entre água em um deles, não entre nos demais. Temos capacidade para armazenar quatro toneladas de peixes e tudo o que for pescado será utilizado nas aulas de beneficiamento de pescados do Câmpus, nas aulas de Gastronomia do Câmpus Continente do IFSC e caso haja algum excedente os alimentos serão doados para cinco entidades filantrópicas cadastradas pelo IFSC”, afirma o professor Benjamim Teixeira.

“Eu sou técnica-administrativa e não tinha ideia da dimensão do trabalho que vem sendo desenvolvido no barco escola. Fiquei impressionada com o conhecimento global que é preciso ter para navegar”, afirma Mara Solange Zaffalon, servidora do IFSC.

fotos_sexta_barco 057“Esta é a primeira vez que eu passeio de barco pelo rio. Foi muito bacana poder trazer a minha filha porque é importante que a geração dela saiba da importância que é trabalhar para a preservação do meio ambiente”, explica a coordenadora de Materiais e Finanças do Câmpus Itajaí, Bárbara Lopes.

Dois alunos do curso técnico concomitante em Aquicultura estão fazendo estágio no projeto e irão acompanhar todas as oficinas nos próximos cinco meses. “A teoria é muito importante, mas eu vejo que é na prática que nós vamos ter que aprender a lidar com os problemas”, explica a aluna Letícia Cupertino.

Após o passeio pelo rio, os servidores puderam conhecer o barco à vela Cisne Branco da Marinha. A embarcação, que é utilizada para representação no Brasil em competições internacionais de vela, foi aberta à visitação durante o fim de semana em Itajaí.

Tags:

Faça um comentário!