Aluna do Pronatec vai representar Santa Catarina na Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres

6. maio 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Joinville, Cotidiano, Matérias

conferncia olgaAos 50 anos, mãe de dois filhos e com um neto, Olga Inês da Silva Souza vai ter oportunidade de reivindicar mais direitos no mundo do trabalho, mais participação nos espaços políticos e mais poder para as mulheres em condições de igualdade com especialistas, lideranças políticas e gestores governamentais de todo país. A aluna do curso de Cozinheiro, ofertado no Câmpus Joinville por meio do programa Mulheres Mil e Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), será uma das delegadas de Santa Catarina na 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que acontece na próxima semana, de 10 a 12 de maio, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

A aluna do IFSC participou das etapas municipal e estadual de preparação para a Conferência, onde foram discutidos quatro eixos temáticos: “Contribuição dos conselhos dos direitos da mulher e dos movimentos feministas e de mulheres para a efetivação da igualdade de direitos e oportunidades”; “Estruturas institucionais e políticas públicas desenvolvidas para as mulheres no âmbito municipal, estadual e federal: avanços e desafios”; “Sistema político com participação das mulheres e igualdade”; e “Sistema Nacional de Políticas para as Mulheres”.

“Foi muito bom participar destas discussões, conhecer a realidade de outras mulheres e fazer moções que pedem melhoria para as mulheres, principalmente no que diz respeito a emprego e igualdade social”, explica Olga, que diz que está aprendendo a lutar por seus direitos e pelas mulheres. “Antes, eu só sabia o que era ser dona de casa. Agora tenho outra visão do mundo e posso dizer que estou mais inserida na sociedade”, orgulha-se.

A necessidade de se envolver mais com as causas sociais surgiu depois que ela começou a frequentar as aulas do Mulheres Mil, em 2014, quando fez o curso de Operador de Computador. No ano passado, ela ingressou no curso de Cozinheiro e não quer saber de parar. “Quando me separei, não sabia o que fazer da vida porque vivia em função do marido. Era tímida, fechada. Foi aí que decidi estudar e conheci o IFSC. Hoje, não me sinto mais sozinha. Aprendi muito, aprendi a brigar pelos meus direitos e sei que tenho a responsabilidade de aprender mais e de brigar pelas outras mulheres também.”

conferncia estadual 7Durante as conferências municipal e estadual, Olga teve a companhia de outras duas colegas do curso, Karina Gonçalves e Odete Amaral, e da professora do Pronatec, Hanen Kanaan, maior incentivadora do grupo nas discussões que envolvem o empoderamento da mulher. “Quando uma mulher se emancipa, ela também melhora a vida de sua família, tem qualificação para acessar o mundo do trabalho e o direito de escolher como quer viver, educar seus filhos e se relacionar com seu companheiro e, na ausência dele, ser capaz de gerar sua vida com dignidade”, defende Hanen.

O tema da 4ª edição da Conferência é “Mais direitos, participação e poder para as mulheres”. As etapas preparatórias tiveram início em junho de 2015 e mobilizaram mulheres de diferentes segmentos, como das mulheres negras, com deficiência, indígenas, lésbicas, quilombolas, urbanas, do campo, das águas e das florestas, de aproximadamente 2.200 municípios.
Com informações da Assessoria de Imprensa da Secretaria de Políticas para as Mulheres

Tags:

Faça um comentário!