Câmpus Florianópolis-Continente forma as primeiras turmas de cursos superiores em tecnologia

12. maio 2016 | Escrito por | Categoria: Câmpus Florianópolis-Continente, Matérias

IMG-20160506-WA0001

Três anos de esforço conjunto entre alunos, professores e instituição tiveram seu resultado concretizado: o Câmpus Florianópolis – Continente do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) formou as primeiras turmas dos cursos superiores de tecnologia em Gastronomia e em Hotelaria na última semana. Em solenidade realizada no dia 5 de maio, 18 alunos foram diplomados. Até 2013, o câmpus ofertava somente cursos técnicos e de formação inicial e continuada.

Os cursos fecham seu primeiro ciclo com formandos já inseridos no mercado de trabalho ou montando seus empreendimentos, além do conceito máximo na avaliação do Ministério da Educação (MEC). Para as coordenadoras Fabíola Martins e Soraya Kobargh, de Hotelaria e Gastronomia, respectivamente, o saldo é positivo. Ambas participaram do corpo docente que elaborou o projeto dos cursos superiores.

Fabíola acompanha a turma de Hotelaria desde o início, como docente e coordenadora, e vê uma nítida evolução dos alunos enquanto profissionais. “Eles amadureceram nesse processo e estão saindo prontos para galgar cargos na área”, analisa. O curso está entre os três melhores da região Sul do Brasil e tem uma matriz curricular voltada à formação de gestores, não limitando o estudo ao turismo regional e ou a parte técnica do trabalho.

O formando Fábio Pinto Vargas está entre os estudantes de Hotelaria que garantiram inserção na área ainda durante o curso. Ele trabalha na rede de hotéis Slavieiro, onde tem perspectiva de crescimento profissional. Fábio, que cursou o técnico em Restaurante e Bar no câmpus antes de ingressar em Hotelaria, pretende dar continuidade à formação, investindo em uma pós-graduação. “Sou apaixonado pela área”, confessa.

IMG-20160506-WA0005

O curso de Gastronomia, após adaptação da matriz curricular e ampliação de infraestrutura, chega ao fim do primeiro ciclo consolidado como um curso de referência na área. O projeto pedagógico contempla desde cortes básicos até a precificação dos produtos, visando a formação de líderes e empreendedores. A docente e atual coordenadora do curso, Soraya Kobargh, conta que o curso está em avaliação contínua e deve passar por readaptação curricular, buscando melhorar o fluxo de aprendizagem.

Lucas Firmino e Bruno D’Ávilla, formandos de Gastronomia, montaram seu próprio negócio: uma pizzaria no bairro Ingleses, em Florianópolis. Lucas já possuía graduação em Administração e pós-graduação em Gestão de Pessoas quando enveredou para a área de Gastronomia, concluindo o curso técnico em 2009 e o curso superior em tecnologia com a primeira turma. A profissão de gastrólogo ainda não é regulamentada, mas tramita na Câmara dos Deputados projeto de lei que reconhece a carreira (PL 2079/2011).

Os dois cursos superiores que o IFSC implementou eram tradicionalmente oferecidos apenas por instituições privadas de ensino. “A formatura é uma vitória para cada acadêmico, não apenas pela disponibilidade do ensino público, mas também por dedicação e empenho de várias pessoas”, ressaltou a oradora da turma de Gastronomia, Evadna Galotti, durante seu discurso.

Para conhecer os cursos oferecidos pelo Câmpus Florianópolis-Continente, clique aqui.

Faça um comentário!