Rede Federal apresenta ao MEC proposta orçamentária para 2017

4. julho 2016 | Escrito por | Categoria: Gestão, Matérias

matriz 2017Proposta de matriz orçamentária para 2017 foi discutida e aprovada pelo Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) na última quarta-feira (29), durante reunião extraordinária realizada em Brasília. Para o próximo ano, o valor necessário para a execução das atividades da Rede Federal é de R$ 3,7 bilhões. Os números foram apresentados à Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação (MEC).

O valor de custeio necessário é de R$ 3,25 bilhões, além de R$ 470 milhões para a assistência estudantil, tendo como referência o valor da Matriz de 2015 mais o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2016. Quanto à infraestrutura, a Diretoria Executiva do Conif está fazendo o levantamento das necessidades das instituições. “Estamos reunindo informações e demandas apresentadas pela Rede Federal e, na sequência, somaremos os resultados à proposta orçamentária”, explica o presidente do Conif, Marcelo Bender Machado.

apres matriz 2017 setecPara chegar ao montante final, o Pleno do Conif avaliou o detalhamento da metodologia utilizada pelo Fórum de Planejamento e Administração (Forplan), que elaborou a proposta preliminar. De acordo com o coordenador do Forplan, Claudecir Gonçales, pró-reitor de Administração do Instituto Federal Goiano (IF Goiano), todos os anos, invariavelmente, os cálculos são baseados em critérios técnicos. “Consideramos todas as necessidades da Rede Federal, de maneira que as unidades mantenham seus projetos e o nível de excelência”, enfatiza.

Setec

Após a aprovação plenária da proposta de matriz orçamentária para 2017, a diretoria do Conif, integrantes da Câmara de Administração do Conif e os coordenadores do Forplan apresentaram o plano de distribuição de recursos à Setec, representada pelo assessor Orçamentário, Francisco Marcolino; pelo coordenador-geral de Infraestrutura, Luiz Carlos Rêgo, e pelo assessor Geraldo Andrade de oliveira.

Por Assessoria de Comunicação do Conif

 

Tags: , ,

Faça um comentário!