Experiência do IFSC com Certific é tema de curso no IF Goiano

9. outubro 2017 | Escrito por | Categoria: Cotidiano, Matérias

palestra_certificA coordenadora da Comissão de Integração de Programas Sociais (CIPS), Elenita de Lima, e a coordenadora de Reconhecimento de Saberes e Competências, Cláudia Hickenbick, estiveram na Reitoria do IF Goiano, em Goiânia – GO, ministrando curso para a implementação da Rede Nacional de Certificação Profissional (Rede Certific) naquele instituto.

Nos dias 3 e 4 de outubro, participaram do curso os membros de Comissão formada por servidores ligados à Extensão e ao Ensino, além de servidores interessados no tema. Esta comissão tem a incumbência de implantar a Rede Certific no IF Goiano até abril de 2018.

Elenita e Cláudia compartilharam a experiência adquirida ao longo de quatro anos de trabalho na implantação da Rede Certific. De acordo com as profissionais, por entender que a demanda por certificação estava ligada ao público da EJA, o IFSC integrou, desde 2013, a oferta do Certific ao Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja).

palestra_certific2Durante o início das atividades da capacitação, o pró-reitor de Desenvolvimento Institucional do IF Goiano, Elias Monteiro – representando o reitor, Vicente de Almeida – lembrou que a certificação tem o poder da inclusão – o que, por si só, já justifica sua necessidade. O pró-reitor de Extensão, Sebastião Nunes, agradeceu a presença das professoras e espera que a oficina facilite o desenvolvimento dos trabalhos na Instituição. “Queremos aproveitar o caminho de vocês para encurtar o nosso”. Na mesma linha, a chefe da Unidade de Eventos Científicos e FIC da Proex, Geísa Boaventura, ponderou que o Ministério da Educação (MEC) está ciente dos passos de implantação da Rede Certific no IF Goiano. “Acreditamos que este deve ser um trabalho construído em rede”, defendeu.

Legislação – A Rede Certific é uma política de Educação Profissional e Tecnológica voltada para o atendimento de trabalhadores jovens e adultos para reconhecer, por meio da certificação, aprendizagens adquiridas na prática do trabalho. Ela foi instituída pela Portaria Interministerial 1.082, de 20 de novembro de 2009, e reorganizada pela Portaria Interministerial MEC/MTE 5, de 25 de abril de 2014.

Entre outros documentos que justificam a oferta de cursos EJA na Educação Profissional está o Decreto 5840/2006, do MEC, que institui o Proeja e estabelece o percentual de 10% das vagas das instituições ofertantes nessa modalidade. A e Meta 10 do Plano Nacional de Educação também estabelece 25% de Educação de Jovens e Adultos integrada à Educação Profissional.

Coordenadoria de Jornalismo do IFSC – Com informações do IF Goiano.

Tags: , , , ,

Faça um comentário!