Avaliação das necessidades de capacitação por competências começa nesta semana

2. agosto 2019 | Escrito por | Categoria: Gestão de Pessoas, Matérias

Começa terça-feira, 6 de agosto, e vai até 6 de setembro o segundo período para avaliação das necessidades de capacitação por competências. Nela, servidores podem indicar quais as maiores necessidades de capacitação de acordo com as competências mapeadas para seu setor ou área de atuação. As chefias também vão avaliar as necessidades dos servidores de seus setores.

Na primeira avaliação das necessidades de capacitação por competências do IFSC, realizada em 2017, 69% dos servidores participaram da avaliação. Agora em 2019, a Diretoria de Gestão de Pessoas espera uma participação ainda maior. Segundo a equipe responsável pelo mapeamento, os formulários estão menores, adequados à realidade específica de cada setor, e todos os servidores subordinados a um gestor aparecem para serem avaliados em um único formulário.

Como funciona

Após o preenchimento dos formulários de avaliação pelos servidores, o sistema Gestcom fará um cálculo de lacuna de competências. A lacuna de competência é calculada multiplicando a necessidade de capacitação atribuída por cada servidor pelo grau de importância da competência para a instituição. Ou seja, as competências mais importantes para a instituição e que os servidores apontarem maior necessidade de capacitação, são as competências que ficarão com maior grau de lacuna.

Com base nas competências com maior grau de lacuna, a Diretoria de Gestão de Pessoas elabora o Plano Anual de Capacitação dos servidores do IFSC. Quando finalizar o período de avaliação, serão gerados relatórios de lacuna de competência individuais, por unidade de lotação e por área de atuação. Conforme a Resolução CDP Nº05/2019, a partir de 2020, a liberação dos servidores para a realização de capacitações estará condicionada ao relatório de lacuna de competência individual.

Para acessar a primeira vez o sistema Gestcom, local onde estarão disponíveis os Questionários de Avaliação das Necessidades de Capacitação por Competências , o servidor deve utilizar o número de seu próprio CPF nos campos login e senha.

O mapeamento de competências no IFSC
Em 2017, ocorreu o primeiro mapeamento de competências para atuar como docente nas atividades de ensino, pesquisa e extensão e para desempenhar atividades em 41 áreas da instituição. Entre fevereiro e abril de 2019, a DGP realizou uma consulta pública para a revisão das competências já mapeadas em 2017, por meio de um formulário eletrônico enviado por e-mail a todos os servidores. Ao todo, a Diretoria de Gestão de Pessoas recebeu 223 sugestões de alteração de competências.

Após analisar e consolidar as contribuições recebidas pela consulta pública, a equipe responsável pelo mapeamento de competências da DGP realizou a revisão das competências mapeadas em 2017 para as 42 áreas de atuação, e o mapeamento de nove novas áreas do IFSC. Em conjunto com setores da Reitoria e dos câmpus, foram alteradas competências que necessitavam de adequação na descrição, excluídas competências que não mais se adequavam à realidade institucional e inseridas novas competências conforme as necessidades da instituição.

Outra novidade no mapeamento de 2019 foi a inclusão de quatro competências relacionadas ao valor “Inovação”, incorporado na lista de valores institucionais do  novo Planejamento Estratégico do IFSC. Essas competências foram descritas com base no documento “Core Skills for Public Sector Innovation” (2017) da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Saiba mais sobre o mapeamento de competências no IFSC na intranet do IFSC.

Por Coordenadoria de Jornalismo, com informações da equipe responsável pelo mapeamento de competências do IFSC

Faça um comentário!