Fulbright Brasil e Capes oferecem bolsas de doutorado pleno nos Estados Unidos

11. fevereiro 2020 | Escrito por | Categoria: Oportunidades

A Comissão Fulbright Brasil em parceria com a Capes oferece bolsas de doutorado pleno nos Estados Unidos. Serão oferecidos até 20 benefícios para desenvolver pesquisa em universidades americanas, dentre elas estão instituições como Harvard, Yale, Stanford, University of Chicago, Princeton e muitas outras.

Os selecionados pelo programa iniciam as atividades nos Estados Unidos na segunda metade de 2021. A seleção terá fases no Brasil e nos Estados Unidos, uma vez que a bolsa só será implementada se o candidato pré-selecionado no Brasil for admitido em uma das universidades nos EUA.

Candidatos de todas as áreas de avaliação contempladas pela Capes podem se inscrever.  O programa cobre os três primeiros anos da bolsa e os demais anos devem ser cobertos pela universidade americana.

Para concorrer é necessário ter nacionalidade brasileira e residir no Brasil no momento da candidatura e durante todo o processo de seleção; diploma de bacharelado ou equivalente, com duração regular mínima de quatro anos, em instituição brasileira de ensino superior reconhecida pelo MEC; disponibilidade para dedicar-se integralmente às atividades propostas e aprovadas durante todo o período da bolsa; não ter cursado ou estar cursando doutorado ou ter título de doutor em qualquer área do conhecimento; e possuir proficiência em inglês com teste (Toefl iBT 102 ou superior Ielts 7,5 ou superior) realizado após 1 de agosto de 2019.

Para se candidatar, os interessados devem finalizar a candidatura online até 11 de março. O edital completo pode ser consultado em fulbright.org.br

Para informações sobre o edital entre em contato pelo e-mail fulbright@capes.gov.br ou phd@fulbright.org.br

Sobre a Comissão Fulbright
O programa da Comissão Fulbright se iniciou em 1957 e já beneficiou mais de 3.500 brasileiros. No mundo, já foram concedidas mais de 370 mil bolsas de estudo, pesquisa e docência a cidadãos norte-americanos e de outros 150 países.

 

Por Coordenadoria de Jornalismo

Tags: , ,

Faça um comentário!