Servidores da Reitoria fazem reunião geral para discutir pautas do ano

28. fevereiro 2020 | Escrito por | Categoria: Gestão, Gestão de Pessoas, Matérias, Reitoria

Orçamento, planejamento para 2020 e transição foram os principais temas discutidos na reunião geral dos servidores da Reitoria do IFSC, que aconteceu na tarde da Quarta-feira de Cinzas, atendendo a convocação do Gabinete.

reuniao_reitoriaA reitora Maria Clara Kaschny Schneider lembrou que 2019 foi um ano de desafios para a gestão, com o contingenciamento do orçamento, gradativamente liberado nos últimos meses do ano, o que exigiu esforços para a utilização dos recursos da melhor forma, já que muitas atividades e aplicações que haviam deixado de ser feitas ao longo do ano acabaram inviabilizadas. De acordo com a reitora, o orçamento de 2020 será menor que o de 2019, o que vai exigir ajustes no planejamento. Além disso, apenas 60% do montante está aprovado, e a expectativa é que até maio os demais 40% recebam a aprovação do Congresso Nacional.

Em relação às despesas com pessoal, a diretora-executiva Silvana Lisboa informou que concessões de retribuição por titulação (RT), incentivo à qualificação (IQ) e progressões de carreira, entre outros benefícios garantidos por lei, continuarão a tramitar normalmente. A divulgação de ofício da Subsecretaria de Planejamento e Orçamento (SPO) do MEC que orienta as instituições a não autorizarem novas despesas com pagamento de pessoal gerou preocupação entre os servidores, mas Silvana esclareceu que a norma deverá impactar apenas em novas contratações – como, por exemplo, com maior controle na concessão de licenças para capacitação mediante contratação de substitutos, o que representaria oneração na folha de pagamento.

A transição para a próxima gestão do IFSC foi outro assunto da pauta. A reitora Maria Clara informou que a primeira reunião com a equipe do reitor eleito Maurício Gariba Júnior ocorreu em 13 de fevereiro e que, a partir desse primeiro contato oficial, as diversas áreas da Reitoria passarão a realizar encontros para ambientação e encaminhamentos com os novos gestores. Haverá, também, mudança de gestão em 21 câmpus – São Lourenço do Oeste não teve eleição por se tratar de um câmpus avançado -, sendo que quatro diretores já foram nomeados. O mandato da atual gestão encerra em abril. O processo de transição passa por trâmite dentro do Ministério da Educação e a nomeação cabe à Presidência da República.

reuniao_reitoria3Outros assuntos

reuniao_reitoria2Também na reunião geral foram apresentados 17 novos servidores que passaram a atuar na Reitoria a partir de janeiro de 2020, a maioria redistribuídos de outros câmpus ou instituições. Além disso, quatro servidores apresentaram os resultados de seus trabalhos de pós-graduação relacionados ao IFSC: Vanildo Santos, que fez ProfEPT, falou sobre o trabalho “O exercício da oralidade como competência laboral na educação profissional de nível técnico”; Cristina Kuba, mestra em Administração Pública pela UFSC, apresentou resultados da dissertação “Avaliação da Extensão: recomendações e alternativas a partir de uma abordagem racionalista”; Oizes Mendes, do mestrado interinstitucional IFSC/Unisul em Administração, falou sobre o trabalho “O balanced scorecard como ferramenta de gestão no IFSC”; e Juliano Reginaldo, também do mestrado interinstitucional, apresentou resultados de sua dissertação “O processo de autoavaliação em um instituto federal de ensino: uma análise com base na gestão do conhecimento e na teoria institucional”.

Inauguração

inauguracao_portariaNo fim da tarde, foi oficialmente inaugurada a nova estrutura de acesso à Reitoria e ao Câmpus Florianópolis-Continente. Os dois prédios ocupam juntos uma área contígua de 34 mil metros quadrados, ao lado do Parque de Coqueiros, em Florianópolis, por onde circulam diariamente cerca de 1.700 pessoas.

Orçada em R$ 1,458 milhão, a obra inclui um novo acesso para carros, com pistas de desaceleração e recuo em relação à avenida 14 de julho, o que garante mais segurança; ampliação da calçada de pedestres em todo o perímetro; e a instalação de grades e cercas de alta resistência nos limites do terreno, inclusive na parte voltada para a baía Sul, o que também é incremento de segurança. Além de melhorias no estacionamento do câmpus e da Reitoria, houve ainda instalação de novos bicicletários, instalação de coberturas para os carros oficiais e plantio de novas árvores nos canteiros.

portariaCom a construção da portaria de 140 metros quadrados, o acesso de veículos e pedestres fica mais seguro e passa a ter maior controle pelas equipes de vigilância, que também ganharam melhores e mais seguras condições de trabalho. A estrutura da portaria cumpre as normas de acessibilidade, com rampa para cadeirantes, acesso a faixa de pedestres elevada, piso podotátil e aviso luminoso de entrada e saída de veículos na parte externa.

Por Ana Paula Lückman | Jornalista

Tags:

Faça um comentário!