Chamada interna vai selecionar propostas de criação de laboratórios IFMaker

3. junho 2020 | Escrito por | Categoria: Câmpus Araranguá, Câmpus Caçador, Câmpus Canoinhas, Câmpus Chapecó, Câmpus Criciúma, Câmpus Florianópolis, Câmpus Florianópolis-Continente, Câmpus Garopaba, Câmpus Gaspar, Câmpus Itajaí, Câmpus Jaraguá do Sul-Centro, Câmpus Jaraguá do Sul-Rau, Câmpus Joinville, Câmpus Lages, Câmpus Palhoça Bilíngue, Câmpus São Carlos, Câmpus São José, Câmpus São Lourenço do Oeste, Câmpus São Miguel do Oeste, Câmpus Tubarão, Câmpus Urupema, Campus Xanxerê, Matérias, Oportunidades

Está aberto até 21 de junho o prazo para inscrições na chamada interna para seleção de propostas do IFSC para criação de laboratórios de prototipagem chamados “IFMaker”, uma iniciativa da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC). “Ao investir na implementação dessas novas estruturas, o MEC quer incentivar as instituições a adotarem metodologias mais ativas, em que o estudante assume o protagonismo do processo de ensino e aprendizagem, isto é, ele aprende fazendo”, afirma o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Ariosto Culau.

Esses laboratórios visam disseminar os princípios que norteiam o ensino maker, auxiliando professores e técnicos administrativos no desenvolvimento da cultura learning by doing (“aprender fazendo”), levando-os a refletir sobre o uso da aprendizagem baseada em projetos e sobre como ela pode ser utilizada nestes espaços como suporte ao processo de ensino-aprendizagem de todas as áreas do conhecimento.

A chamada interna vai selecionar três propostas do IFSC – seguindo o que determina o edital da Setec/MEC -, de três câmpus diferentes. Há três tipos de laboratório IFMaker possíveis. O modelo 01, que  receber aproximadamente R$ 82,8 mil em equipamentos (como impressoras 3D e kits de robótica), e o modelo 02, cerca de R$ 132,9 mil, são pré-definidos. Já o modelo 03 é customizado, ou seja, pode ter os equipamentos necessários escolhidos pelos autores da proposta, desde que o valor deles não ultrapasse o montante de R$ 132,9 mil.

Cada câmpus poderá submeter uma única proposta a ser encaminhada pelo coordenador de Pesquisa e Inovação por meio de formulário eletrônico. Os projetos serão avaliados por equipes das pró-reitorias de Ensino, de Extensão e Relações Externas e de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação.

Mais informações podem ser consultadas no edital da chamada interna do IFSC e no edital da Setec/MEC.

Por Coordenadoria de Jornalismo

 

 

Faça um comentário!