Governo lança pesquisa sobre ambiente de trabalho dos servidores

23. setembro 2020 | Escrito por | Categoria: Governo Federal, Matérias

O Ministério da Economia lançou uma pesquisa de clima organizacional para toda a administração pública federal. A iniciativa, inédita, é resultado de parceria com a consultoria Great Place To Work (GPTW) e com a Escola Nacional de Administração Pública (Enap), e conta com o apoio do Instituto República.

Por meio do estudo, os 600 mil servidores públicos civis ativos da administração direta, autarquias e fundações poderão detalhar seu ambiente de trabalho e, com isso, gerar subsídios para fundamentar as políticas de gestão de pessoas. “O compromisso do Ministério da Economia é usar os dados da pesquisa para melhorar os ambientes de trabalho e aplicar melhores práticas em gestão de pessoas”, explicou o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal do ministério, Wagner Lenhart.

Para conseguir captar a percepção dos servidores espalhados por todo o país, a pesquisa – cujo prazo de resposta termina em 14 de outubro – será feita de forma totalmente digital. A participação dos servidores é voluntária e o Great Place To Work garante o anonimato e o sigilo das respostas.

A maioria das questões da pesquisa são afirmativas, ou seja, o servidor deverá marcar a resposta que mais achar conveniente. Haverá, no entanto, questões em aberto, nas quais os servidores terão espaço para expressar livremente suas opiniões. “Estamos convencidos de que a eficiência e qualidade do serviço público são, em grande parte, fatores que dependem do engajamento e da motivação dos servidores. Por isso, vamos abordar temas como credibilidade, respeito e imparcialidade”, completou Lenhart.

O resultado da pesquisa deverá ser divulgado ainda em 2020. Uma nova rodada deve ser realizada a cada dois anos para verificar as mudanças produzidas e o resultado das políticas de gestão de pessoas implementadas a partir das questões levantadas na pesquisa. O link para os servidores participarem será enviado pelo aplicativo Sigepe Mobile.

Por Coordenadoria de Jornalismo, com informações do Portal do Servidor.

Faça um comentário!