IFSC lança chamada para selecionar projetos que serão financiados pela Fapesc

5. outubro 2020 | Escrito por | Categoria: Destaques, Oportunidades

O IFSC lançou na segunda-feira, 5 de outubro, chamada pública interna para selecionar projetos de pesquisa que serão financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). Serão apoiados projetos de pesquisadores ligados a grupos de pesquisa do IFSC. Somente propostas selecionadas pela chamada interna poderão receber recursos da Fapesc.

O prazo para submissão de propostas na chamada interna vai até 5 de novembro. A proposta deve ser submetida pelo coordenador do projeto, por meio de formulário eletrônico.

Podem submeter propostas na condição de coordenadores dela os pesquisadores  que tenham como titulação mínima o doutorado e pertençam ao quadro ativo permanente do IFSC. Também devem ter seu currículo cadastrado e atualizado nas plataformas Lattes e de  Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) da Fapesc.

Para ser aceito, o projeto deve ser desenvolvido em Santa Catarina e ser executado em até 24 meses. Preferencialmente deve ter relação com pelo menos um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e, de acordo com o edital da Fapesc, também é desejável que tenha articulação e apoio financeiro, econômico ou técnico com o setor produtivo e o governo do estado de Santa Catarina para fins de aplicação dos resultados, ainda que parciais.

Todos os critérios de seleção estão definidos no edital da chamada pública interna do IFSC. Será selecionado pelo menos um projeto por região de atuação do IFSC: Sul (Araranguá, Criciúma e Tubarão), Norte (Gaspar, Itajaí, Jaraguá do Sul-Centro, Jaraguá do Sul-Rau, Joinville), Metropolitana (Florianópolis, Florianópolis-Continente, Garopaba, Palhoça e São José); Central (Caçador, Canoinhas, Lages e Urupema) e Oeste (Chapecó, São Carlos, São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste e Xanxerê).

Serão destinados R$ 300 mil para essa chamada pública, dos quais metade oriundos do orçamento do IFSC e metade da Fapesc. O valor máximo por projeto será de até R$ 30 mil na rubrica custeio e capital por projeto e deverá seguir a ordem de classificação das propostas recomendadas pela Comitê Permanente de Avaliação e Acompanhamento (CPAA), da Fapesc. O edital da fundação informa quais itens são financiáveis.

Por Coordenadoria de Jornalismo

Tags: ,

Faça um comentário!